Aquisição fonológica de crianças de classe sócio econômica alta

Phonological acquisition in socio-economical high-class children

OBJETIVO: investigar a aquisição fonológica em uma população de crianças com desenvolvimento normal. MÉTODOS: foram avaliadas 240 crianças, de ambos os sexos, com idades entre três e oito anos. Foram realizadas análises relativas ao inventário fonético e percentual de consoantes corretas. Os dados foram analisados em relação à faixa etária e sexo. RESULTADOS: aos três anos de idade os fonemas /p/, /b/, /t/, /d/, /k/, /g/, /m/, e /n/ já estão adquiridos e estabilizados no sistema fonológico das crianças. Os fonemas /f/, /v/, /s/, /ʃ/,/z/, /ʒ/, /ʎ/e/ɲ/ e as africadas [tʃ]e[dʒ]também são adquiridos nesta faixa etária apesar de ter sido encontrada uma grande variabilidade de produção entre as crianças. A aquisição do fonema /ɾ/ ocorre inicialmente na posição de onset simples (quatro anos) e posteriormente na posição de onset complexo (cinco anos), a aquisição do fonema /l/ em onset simples ocorre aos três anos e em onset complexo aos quatro anos e o fonema /R/ em onset simples é adquirido na faixa etária de três anos e na posição de coda aos quatro anos. CONCLUSÃO: desde a faixa etária de três anos, muitas crianças possuem o inventário fonético completo havendo, porém, uma grande variabilidade entre as crianças. Com relação ao PCC e ao PCC-R, concluiu-se que a média do percentual de consoantes corretas tem um crescimento significativo e gradual de acordo com o aumento da faixa etária. Em relação à variável sexo, não foi observada nenhuma diferença estatisticamente significante em nenhuma das análises realizadas nesta pesquisa.

Criança; Fala; Desenvolvimento da Linguagem


ABRAMO Associação Brasileira de Motricidade Orofacial Rua Uruguaiana, 516, Cep 13026-001 Campinas SP Brasil, Tel.: +55 19 3254-0342 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistacefac@cefac.br