Produção de mudas de cultivares de maxixeiro em fibra de coco fertirrigadas com diferentes concentrações de nutrientes

Francisco de Assis de Oliveira Maria da Saúde de Souza Ribeiro Mychelle Karla Teixeira de Oliveira Daniele Campos Martins Maria Lilia de Souza Neta José Francismar de Medeiros Sobre os autores

RESUMO

A qualidade das mudas é fator primordial para se obter êxito na produção de hortaliças. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a produção, em substrato de fibra de coco, de mudas de cultivares de maxixeiro, fertirrigadas com diferentes concentrações de nutrientes. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 x 5, com quatro repetições. Os tratamentos resultaram da combinação de três cultivares de maxixe (Do Norte, Liso de Calcutá e Liso Gibão) com cinco concentrações de nutrientes na solução (0, 25, 50, 75 e 100%). A solução nutritiva, considerada padrão, corresponde à recomendada para a cultura do meloeiro em sistema hidropônico. Foram avaliadas as variáveis: índice de clorofila, comprimento da parte aérea, número de folhas, diâmetro do colo, comprimento da raiz principal, massas das matérias secas das folhas, das raízes, do caule e total, área foliar, área foliar específica e razão de área foliar. Todas as variáveis foram afetadas pela concentração de nutrientes na solução nutritiva. Os cultivares Liso de Calcutá e Liso Gibão apresentaram mudas mais vigorosas. O uso de fibra de coco na produção de mudas de maxixeiro é mais eficiente com as soluções nutritivas em concentrações variando de 75 a 100% da solução recomendada para o cultivo do meloeiro.

Palavras-chave:
Cucumis anguria; propagação; nutrição mineral; qualidade de mudas

Universidade Federal de Viçosa Av. Peter Henry Rolfs, s/n, 36570-000 Viçosa, Minas Gerais Brasil, Tel./Fax: (55 31) 3612-2078 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: ceresonline@ufv.br