Em busca de um delineamento de proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES

In search of a plan for ranking international accounting periodicals for Qualis CAPES

Resumos

O artigo objetiva buscar subsídios ao delineamento de uma proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES. Para tanto, foi realizada pesquisa exploratória, por meio de levantamento, com abordagem quantitativa dos dados e corte seccional. Os dados foram levantados no Portal de Periódicos da CAPES, obtendo-se um total de 50 periódicos. Os resultados da pesquisa mostram: os periódicos internacionais de contabilidade disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES; os periódicos internacionais de contabilidade indexados no SCOPUS ou ISI e não disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES; os periódicos da área contábil citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS; os periódicos da área contábil citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS e não disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES e o fator de impacto 2006 dos periódicos da área contábil citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS. Com base nos achados da pesquisa foi delineada uma proposta de classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES, a qual pretende ser um ponto de partida para a discussão e construção de uma proposta em face da revisão do Qualis CAPES em 2007.

Proposta; Classificação; Periódicos Internacionais; Contabilidade; Qualis CAPES


The objective of this article was to search for ways to support the outlining of a proposal for ranking international accounting periodicals for use by Qualis CAPES. To do so, an exploratory cross-sectional survey was carried out, using a quantitative approach. Data was collected from the CAPES Journal Portal, obtaining a total of 50 periodicals. Results show: international accounting journals available through the CAPES Journal Portal; international accounting journals indexed in SCOPUS or ISI but not available through the CAPES Journal Portal; accounting journals cited in accounting journals indexed in SCOPUS; accounting journals cited in accounting journals indexed in SCOPUS but not available through the CAPES Journal Portal; and the 2006 impact factor of accounting journals cited by accounting journals indexed in SCOPUS. Based on these research results, a proposal for classification of international accounting journals was outlined for use by Qualis CAPES, intended as a starting point for discussion and construction of a proposal in the light of the 2007 Qualis CAPES revision.

Propostal; Ranking; International Journals; Accounting; Qualis CAPES


ARTIGOS

SEÇÃO NACIONAL

Em busca de um delineamento de proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES

In search of a plan for ranking international accounting periodicals for Qualis CAPES

Ilse Maria BeurenI; José Carlos de SouzaII

IDoutora em Controladoria e Contabilidade pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo – SP Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau – PPGCC/FURB – SC E-mail: ilse@furb.br

IIMestre em Ciências Contábeis pela Universidade Regional de Blumenau – FURB – SC Especialista em Gestão Estratégica de Empresas e Graduado em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE Coordenador do Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário de Brusque – UNIBEFE E-mail: ze@unifebe.edu.br

RESUMO

O artigo objetiva buscar subsídios ao delineamento de uma proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES. Para tanto, foi realizada pesquisa exploratória, por meio de levantamento, com abordagem quantitativa dos dados e corte seccional. Os dados foram levantados no Portal de Periódicos da CAPES, obtendo-se um total de 50 periódicos. Os resultados da pesquisa mostram: os periódicos internacionais de contabilidade disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES; os periódicos internacionais de contabilidade indexados no SCOPUS ou ISI e não disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES; os periódicos da área contábil citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS; os periódicos da área contábil citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS e não disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES e o fator de impacto 2006 dos periódicos da área contábil citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS. Com base nos achados da pesquisa foi delineada uma proposta de classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES, a qual pretende ser um ponto de partida para a discussão e construção de uma proposta em face da revisão do Qualis CAPES em 2007.

Palavras-chave: Proposta. Classificação. Periódicos Internacionais. Contabilidade. Qualis CAPES.

ABSTRACT

The objective of this article was to search for ways to support the outlining of a proposal for ranking international accounting periodicals for use by Qualis CAPES. To do so, an exploratory cross-sectional survey was carried out, using a quantitative approach. Data was collected from the CAPES Journal Portal, obtaining a total of 50 periodicals. Results show: international accounting journals available through the CAPES Journal Portal; international accounting journals indexed in SCOPUS or ISI but not available through the CAPES Journal Portal; accounting journals cited in accounting journals indexed in SCOPUS; accounting journals cited in accounting journals indexed in SCOPUS but not available through the CAPES Journal Portal; and the 2006 impact factor of accounting journals cited by accounting journals indexed in SCOPUS. Based on these research results, a proposal for classification of international accounting journals was outlined for use by Qualis CAPES, intended as a starting point for discussion and construction of a proposal in the light of the 2007 Qualis CAPES revision.

Keywords: Propostal. Ranking. International Journals. Accounting. Qualis CAPES.

1 INTRODUÇÃO

De acordo com a legislação brasileira que regula a pósgraduação no País, um programa de pós-graduação pode constituir-se de diversos cursos, tanto de lato sensu (Especialização e Master of Business Administration – MBA) quanto de stricto sensu (Mestrado Profissional, Mestrado Acadêmico e Doutorado). Esses últimos precisam ser recomendados para iniciar formalmente suas atividades e de acompanhamento trienal pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que é uma Fundação do Ministério da Educação (MEC) (Resolução CNE/CES nº 1, de 03 de abril de 2001, do Conselho Nacional de Educação/Conselho de Ensino Superior).

Os Cursos de Mestrado Acadêmico em Ciências Contábeis no Brasil vêm crescendo nos últimos anos de forma vertiginosa. Na última avaliação trienal (2001 a 2003) da CAPES, o número de Cursos avaliados pelo Comitê de Área de Administração, Contabilidade e Turismo foi de 58, somente 10 eram de Contabilidade. No triênio de 2004 a 2006, esse número se elevou significativamente, totalizando 17 Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis recomendados pela CAPES (<www.capes.gov.br>).

Acompanhado desse crescimento em quantidade, também os Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis estão buscando maior qualidade nos seus Cursos Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado), o que necessariamente implica ampliar as comunicações científicas. Essas podem ocorrer por meio da apresentação de trabalhos em eventos nacionais e internacionais, da publicação de artigos em periódicos nacionais e internacionais, entre outras formas de comunicação científica.

A própria Área de Administração, Contabilidade e Turismo vem evoluindo e se adaptando ao que já ocorre em outras áreas da CAPES. Ao longo do triênio de 2004 a 2006 houve mudanças significativas na pontuação das comunicações científicas (Ficha de Avaliação do Programa – Critérios de Avaliação Triênio 2004-2006, Programas/Cursos Acadêmicos – Administração, Contabilidade e Turismo). Trabalhos apresentados em eventos nacionais e internacionais, denominados de produção provisória, passaram a pontuar menos da metade em relação ao triênio anterior. O propósito é que o resultado da produção científica seja direcionado para publicações em periódicos, isto é, produção definitiva.

Essas diretrizes orientadoras decorrem do desenvolvimento e percepção holística ampliada da Área em relação às demais da CAPES. Assim, resta aos Programas de Contabilidade segui-las e aumentar sua participação em eventos científicos e publicações em periódicos. Para as publicações de artigos em periódicos nacionais, o próprio crescimento dos Programas irá direcionar à criação de um maior número de periódicos em conformidade com as normas do Qualis CAPES (lista utilizada pela CAPES para classificar eventos e periódicos utilizados por programas de pós-graduação para a divulgação de sua produção intelectual). No entanto, em periódicos internacionais não se tem a mesma perspectiva de novas revistas científicas.

Para aumentar a publicação de artigos em periódicos internacionais de contabilidade ainda há necessidade de um esforço anterior. Não se tem conhecimento pormenorizado dos periódicos, portanto, são comuns questionamentos de pesquisadores de Contabilidade, como: Quais são os periódicos internacionais de contabilidade? Quem publica nesses periódicos? Que periódicos eles citam? Qual a qualidade desses periódicos? Quais as chances de pesquisadores brasileiros publicarem suas comunicações científicas nesses periódicos?

Aliado a esses questionamentos dos pesquisadores de Contabilidade, o órgão regulador dos Programas de Pós-Graduação precisa de tempos em tempos revisar o Qualis CAPES. Em 2007 será revisada a lista completa, mas o foco do presente estudo compreende os periódicos internacionais de Contabilidade. A elaboração de uma nova lista para pontuar as publicações internacionais em periódicos dos Programas de Contabilidade implica antes buscar respostas para os questionamentos acima expostos.

Nesse sentido, o artigo objetiva buscar subsídios para o delineamento de uma proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES. A relevância do estudo está na contribuição que os resultados da pesquisa podem trazer para a elaboração do novo Qualis CAPES de periódicos internacionais de Contabilidade. Também pretende contribuir para um melhor conhecimento dos periódicos internacionais de Contabilidade que atendem requisitos mínimos de qualidade pela comunidade científica e que possam ser vislumbrados para publicar as comunicações científicas.

2 COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA

A publicação de artigos em periódicos tem sido a forma mais utilizada para se realizar a comunicação científica. Le Coadic (1996) afirma que a revista científica foi criada para atender a necessidade de divulgação de pesquisa pela comunidade científica. Antes de sua criação os resultados de pesquisas eram realizados através de cartas, que eram trocadas entre os cientistas.

Ao comentar sobre a revista científica, Ziman (1979, p. 117) afirma que "a invenção de um mecanismo por meio do qual os resultados de minuciosas pesquisas podem ser publicadas parceladamente talvez tenha sido o passo decisivo para o desenvolvimento do Método Científico".

O surgimento da internet contribuiu ainda mais para o processo de comunicação científica. A web permitiu que os periódicos científicos pudessem ser acessados por um número maior de pesquisadores. Assim, conhecimentos que se encontravam armazenados em coleções de periódicos, em bibliotecas, passaram a ser de acesso público.

A partir das facilidades oferecidas pela internet, observa-se também um crescimento no número de periódicos científicos. Se, por um lado, esse crescimento pode contribuir para o desenvolvimento da ciência, por outro lado, faz-se necessário que os periódicos sejam classificados a fim de que se possa identificar a qualidade de suas publicações.

Na área contábil, destacam-se estudos bibliométricos desenvolvidos por autores internacionais (BRICKER,1989; CHUNG et al.,1992; RODGERS; WILLIAMS, 1996; ZEFF, 1996; SHIELDS,1997; FOGARTY, 2004), quanto autores nacionais (FREZATTI; BORBA, 2000; OLIVEIRA, 2001; THEÓPHILO, 2004; CARDOSO et al., 2005; MARTINS; SILVA, 2005; SILVA et al., 2005; BORBA; MURCIA, 2006).

3 LEIS E PRINCÍPIOS BIBLIOMÉTRICOS

Guedes e Borschiver (2005) explicam que o termo statistical bibliograph, hoje Bibliometria, foi usado pela primeira vez, em 1922, por E. Wyndham Hulme. Ele foi utilizado novamente por Gosnell, em 1944, em um artigo sobre obsolescência da literatura. Em 1962, o termo statistical bibliography foi mencionado pela terceira vez, por L. M. Raisig, em um estudo sobre análise de citações, intitulado Statistical bibliography in health sciences. No entanto, ressaltam que existia um consenso entre autores de que o termo statistical bibliography não era de todo satisfatório, o que se verificava inclusive pelo seu escasso emprego na literatura. Assim, o termo Bibliometria (em inglês Bibliometrics) foi sugerido em substituição.

Pao (1989), em seu livro Concepts of Information Retrieval, refere-se à Biblometria como um termo introduzido por Allan Pritchard, em seu artigo Statistical Bibliography or Bibliometrics, publicado em 1969. De acordo com Vanti (2002), Pritchard sugeriu o uso da palavra bibliometria em substituição ao termo bibliografia estatística, que vinha sendo utilizado desde 1922 e que no seu ponto de vista não era adequado.

A bibliometria constitui-se de um conjunto de leis e princípios empíricos que contribuem para estabelecer os fundamentos teóricos da Ciência da Informação. Segundo Macias–Chapula (1998), ela estuda os aspectos quantitativos da produção, disseminação e uso da informação registrada. Esses estudos quantificam, descrevem e fornecem prognósticos relacionados ao processo de comunicação escrita. De acordo com Pritchard (1969), a bibliometria engloba "todos os estudos que tentam quantificar os processos de comunicação escrita".

No Quadro 1 , encontram-se relacionadas as principais leis, princípios e técnicas bibliométricas, seus focos de estudo e suas principais aplicações na gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informação e comunicação científica e tecnológica.


Em função dos objetivos deste estudo, serão detalhados nos próximos subtópicos os conceitos relacionados à Lei de Bradford e ao Fator de Impacto.

3.1 Lei de Bradford

A Lei de Bradford, relacionada à dispersão da literatura periódica científica, enuncia que:

se periódicos científicos forem ordenados em ordem decrescente de produtividade de artigos sobre determinado assunto, poderão ser divididos em um núcleo de periódicos mais particularmente dedicados ao assunto e em vários grupos ou zonas, contendo o mesmo número de artigos que o núcleo. O número de periódicos (n), no núcleo e zonas subseqüentes, variará na proporção 1:n:n2 [...]. (BROOKES, 1969 apud GUEDES; BORSCHIVER, 2005, p. 4).

A Lei de Bradford sugere que à medida que os primeiros artigos sobre um novo assunto são escritos, eles são submetidos a uma pequena seleção, por periódicos apropriados, e se aceitos, esses periódicos atraem mais e mais artigos, no decorrer do desenvolvimento da área/assunto. Ao mesmo tempo, outros periódicos publicam seus primeiros artigos sobre o assunto. Se o assunto continuar a se desenvolver, emerge eventualmente um núcleo de periódicos, que corresponde aos periódicos mais produtivos, em termos de artigos, sobre o tal assunto. Brookes (1969, apud GUEDES; BORCHIVER, 2005) refere-se a esse fenômeno como o "mecanismo do sucesso gerando o sucesso".

A Lei de Bradford é um instrumento especialmente útil para o desenvolvimento de políticas de aquisição e de descarte de periódicos, em nível de gestão de sistemas de recuperação da informação, gestão da informação e do conhecimento científico e tecnológico. É possível estimar a magnitude de determinada área bibliográfica e toda e qualquer fração específica da bibliografia, no todo.

3.2 Fator de Impacto

Uma informação importante para a análise da produção científica é o impacto das publicações científicas. O fator de impacto demonstra o número de vezes que os artigos de um periódico são citados. As citações, em geral, implicam que um trabalho mais citado deve ter maior relevância ou maior impacto para a área na qual está inserido.

Segundo Castro (apud BRAMBILLA; VANZ; STIMPF, 2006, p. 23), "o fator de impacto é uma medida da importância ou influência de uma revista ou grupo de documentos, a partir das citações de artigos que essa revista recebe ao longo de um espaço de tempo". Esse indicador de qualidade foi criado por Eugene Garfield no Institute for Scientific Information (ISI) e em princípio foi criado apenas para auxiliar bibliotecários e outros profissionais na formação de coleções de periódicos de qualidade. Hoje ele também é empregado na avaliação acadêmica e na avaliação da produção científica.

O cálculo do Fator de Impacto referente a um ano é baseado nos dois anos anteriores. O fator de impacto do ano de 2006, por exemplo, é calculado da seguinte forma: o número das citações que a revista recebeu para os artigos publicados nos anos de 2004 e 2005 é dividido pelo número de artigos que a revista publicou nesses dois anos.

O fator de impacto é publicado anualmente pelo Journal Citation Report (JCR) do ISI.

A área de Administração, Contabilidade e Turismo para o Qualis CAPES utiliza o JCR do ISI na classificação dos periódicos disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES. Atualmente os periódicos com fator de impacto igual ou superior a 0,5 são classificados como "A". Para classificar os periódicos como "B" ou "C" é utilizado o fator de impacto menor do que 0,5 ou outros critérios da Área (<www.capes.gov.br>).

4 MÉTODO E PROCEDIMENTOS DA PESQUISA

A pesquisa tem caráter exploratório, com o intuito de verificar aspectos bibliométricos de periódicos científicos internacionais da área contábil disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES. O estudo exploratório, de acordo com Gil (1999), tem como principal objetivo esclarecer e modificar conceitos e idéias, com vistas à formulação de problemas mais precisos. A idéia do estudo exploratório é proporcionar uma visão geral, de tipo aproximativo, acerca de determinado fato.

Buscando apresentar um texto relevante do ponto de vista científico, partiu-se, inicialmente, para a definição de quais periódicos seriam analisados. Era preciso identificar uma lista de periódicos que possuem reconhecimento da comunidade científica mundial quanto à qualidade dos artigos neles publicados. Devido ao grande número de publicações em diversos países, buscou-se selecionar bases de dados que gozassem de prestígio no meio científico.

Nesse estudo foram analisados os periódicos da área de contabilidade que constavam em dezembro de 2005 no Portal de Periódicos da CAPES. Foram utilizados três critérios para selecionar os periódicos disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES: indexação ao SCOPUS, indexação ao Institute for Scientific Information (ISI) e o respectivo grau de impacto no Journal Citation Report (JCR).

Para selecionar os periódicos científicos internacionais no Portal de Periódicos da CAPES e nas bases de dados citadas, foram realizadas pesquisas nos respectivos sítios, a fim de identificar periódicos cujo título contivesse a palavra "accounting" ou a palavra "auditing". Para análise dos dados foi utilizada a abordagem quantitativa. A utilização do método quantitativo "representa, em princípio, a intenção de garantir a precisão dos resultados, evitar distorções de análise e interpretação, possibilitando, conseqüentemente, uma margem de segurança quanto às inferências" (RICHARDSON, 1999, p.70).

Portanto, dadas as opções metodológicas realizadas, os resultados da pesquisa não abrangem outras bases de dados com indexação de periódicos internacionais de contabilidade. Convém ainda lembrar que esse conjunto de análises não permite identificar se houve expansão do número de periódicos de contabilidade que poderão mais adiante integrar alguma base de dados que os qualifiquem para a comunidade científica.

5 DESCRIÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS

Nessa seção, realiza-se a descrição e análise dos dados, com o intuito de atender o preconizado no objetivo da pesquisa. No sentido de tornar o texto mais fluente, a abordagem foi divida em cinco partes que se integram.

5.1 Periódicos internacionais de contabilidade disponíveis no Portal da CAPES

Na seleção dos periódicos do Portal de Periódicos da CAPES que possuem no título a palavra "accounting" ou a palavra "auditing" foram consideradas três divisões: indexação ao SCOPUS, indexação ao Institute for Scientific Information (ISI) e o respectivo grau de impacto no Journal Citation Report (JCR), conforme se demonstra no Quadro 2 .


Conforme Quadro 2, com base no critério de seleção, foram encontrados 50 periódicos no Portal de Periódicos da CAPES. Desses, 24 periódicos possuem indexação ao SCOPUS, 9 ao Institute for Scientific Information (ISI) e 7 apresentam o respectivo grau de impacto no Journal Citation Report (JCR). No entanto, todos com JCR estão indexados no ISI e todos os indexados no ISI, com exceção do Journal of Business Finance and Accounting: JBFA, também estão indexados no SCOPUS.

5.2 Periódicos internacionais de contabilidade indexados no SCOPUS ou ISI e não disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES

Em consulta às bases de dados do SCOPUS e do ISI, observou-se que nem todos os periódicos listados nessas bases constam no Portal de Periódicos da CAPES, conforme se demonstra no Quadro 3 .


Verifica-se, no Quadro 3, que oito periódicos indexadas no SCOPUS não estão disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES. O mesmo acontece com o periódico European Accounting Review, que está indexado no ISI, mas não está disponível no Portal de Periódicos da CAPES.

5.3 Periódicos da área contábil citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS

Na segunda etapa da pesquisa, buscou-se verificar o número de vezes que os periódicos internacionais de contabilidade citam outros periódicos da área. Utilizaram-se como ponto de partida os periódicos indexados no SCOPUS e os respectivos artigos publicados entre os anos de 2004 e 2006. A escolha do período decorre do fato, para calcular o fator de impacto de um periódico, é necessário verificar os artigos publicados nos dois anos que antecedem o período que se deseja calcular.

A escolha pela base de dados SCOPUS ocorreu em função de que se desejava verificar periódicos reconhecidos no meio científico internacional. Como o presente estudo deseja verificar a relevância e o impacto dos periódicos da área contábil, faz-se necessário que a massa de dados a ser pesquisada seja a maior possível. Nesse quesito, a base de dados do SCOPUS possui 32 periódicos internacionais de contabilidade indexados enquanto que o ISI possui apenas 10 periódicos indexados.

Nesse procedimento, aplicou-se a Lei de Bradford ou Lei de Dispersão. Essa Lei permite estimar o grau de relevância de periódicos em dada área do conhecimento, ou seja, os periódicos que produzem o maior número de artigos sobre dado assunto formam um núcleo de periódicos, supostamente de maior qualidade ou relevância para aquela área (GUEDES; BORCHIVER, 2005).

A partir de pesquisa realizada no sítio do SCOPUS foram encontrados 1.977 artigos, os quais foram escritos por 3.994 autores. Esses artigos fizeram referência a textos de 42.705 autores distribuídos em 83.159 trabalhos. Os dados coletados foram tabulados com a ajuda do MS-EXCEL® e MS-ACCESS ®. Buscou-se, primeiramente, verificar o número de vezes que cada periódico da área contábil havia sido citado por periódicos da mesma área indexados na base de dados SCOPUS, conforme demonstra-se na Tabela 1 .

Na Tabela 1, observa-se que foram feitas 20.056 citações a periódicos da área contábil que constam no Portal de Periódicos da CAPES e/ou que estão indexados na base de dados SCOPUS. É possível também verificar que 16.139 (80,47%) citações se concentraram em 10 (25%) dos periódicos da área contábil. Esses valores se aproximam da Lei dos 80/20. Essa Lei "consiste num fenômeno, inicialmente observado no comércio e na indústria, segundo o qual em sistemas de informação, 80% da demanda de informação se satisfaz com 20% do conjunto de fontes de informação" (TRUESWELL, 1969 apud GUEDES; BORSCHIVER,2005, p. 4).

5.4 Periódicos da área contábil disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES e não citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS

Periódicos citados que não constam no Portal de Periódicos da CAPES ou que não estão indexados na base de dados SCOPUS foram desconsiderados na pesquisa, uma vez que não se consubstanciam no objeto desse estudo.

Dos 50 periódicos disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES, 16 não foram citados por periódicos indexados na base de dados SCOPUS (Quadro 4 ).


O Quadro 4 mostra que, dos 16 periódicos que não foram citados por periódicos indexados na base de dados SCOPUS, cinco estão indexados na base de dados SCOPUS e constam no Portal de Periódicos da CAPES; e onze não estão indexados em nenhuma das duas bases de dados (SCOPUS e ISI), mas constam no Portal de Periódicos da CAPES.

5.5 Periódicos da área contábil citados por periódicos da área contábil indexados no SCOPUS e não disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES

Dos oito periódicos indexados na base de dados SCOPUS que não constam no Portal de Periódicos da CAPES, seis foram citados por periódicos indexados na base de dados SCOPUS. Os seis periódicos citados, indexados na base de dados SCOPUS que não estão disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES, são os apresentados na Tabela 2 .

Foram feitas 731 citações a esses periódicos, representando 3,64% do total de citações identificadas. Portanto, dos oito periódicos indexados na base de dados SCOPUS que não constam no Portal de Periódicos da CAPES, só não foram citados os periódicos Advances in Accounting Behavioral Research e International Journal of Accounting Auditing and Performance Evaluation.

5.6 Fator de Impacto 2006 dos periódicos da área contábilcitados por periódicos da áreacontábil indexados no SCOPUS

Com base nos dados identificados na pesquisa, realizou-se o cálculo do Fator de Impacto do ano de 2006 (Fi 2006). O que se pretende é o que já fora apresentado na fundamentação teórica, verificar o fator de impacto enquanto medida da importância ou influência dos periódicos de contabilidade, a partir das citações de artigos que esses periódicos receberam no espaço de tempo mencionado (CASTRO apud BRAMBILLA; VANZ; STIMPF, 2006).

Para calcular o Fator de Impacto 2006 foi verificado o número de artigos que cada periódico publicou nos anos de 2004 e 2005. Em seguida, averiguaram-se quantas vezes esses artigos foram citados em artigos publicados no ano de 2006. Com esses dados apurados, efetuou-se a divisão do número de artigos citados em 2006 pelo número de artigos publicados pelo periódico nos anos de 2004 e 2005. É preciso destacar que foram consideradas somente as citações feitas por periódicos indexados na base de dados SCOPUS. O resultado desses cálculos é demonstrado na Tabela 3 .

A título de exemplo é demonstrado como foi calculado o fator de impacto do periódico Accounting Review para o ano de 2006.

Buscou-se com esse cálculo estimar o grau de relevância dos periódicos da área contábil, conforme abordado na fundamentação teórica do estudo (GUEDES; BORSCHIVER, 2005). Observa-se que alguns periódicos alcançaram Fator de Impacto bem maior que os números divulgados pelo ISI em 2005. Isso decorre do fato de que o ISI faz a pesquisa em um número muito menor de periódicos.

O periódico Accounting and Business Research, cujo Fator de Impacto em 2006, calculado por esse estudo, foi de 1,4706, não se encontra disponível no Portal de Periódicos da CAPES, mas está indexado na base de dados SCOPUS. Com esse fator de impacto e segundo os critérios da CAPES esse periódico seria classificado como internacional "A".

6 DELINEANDO UMA PROPOSTA DE CLASSIFICAÇÃO DOS PERIÓDICOS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE PARA O QUALIS CAPES

O cálculo de um Fator de Impacto baseado nos periódicos indexados pela base de dados SCOPUS poderia ser utilizado no Qualis CAPES para classificação dos periódicos internacionais "B" e "C". Assim, os periódicos internacionais "A" continuariam sendo os classificados no JCR; os periódicos internacionais "B" seriam os periódicos da base SCOPUS que obtivessem fatores de impacto, calculados segundo os critérios desse estudo, maiores ou iguais a 0,5 e os demais dessa base seriam classificados como periódicos internacionais "C" (Quadro 5 ).


Considerando-se a proposta de classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES, comparativamente à listagem 2001-2003 no Portal de Periódicos da CAPES, ter-se-ia o apresentado no Quadro 6 .


A proposta apresentada no Quadro 6 foi comparada com os conceitos divulgados no documento "Critérios gerais de avaliação de programas de pós-graduação em administração, contabilidade e turismo" para o triênio 2001-2003, visto que, na lista para o triênio 2004-2006 de periódicos Qualis CAPES, disponível na época da pesquisa no sítio da CAPES, não constava a classificação de nenhum dos periódicos acima listados.

Potanto, do total de 50 periódicos disponíveis no Portal de Periódicos CAPES, pela proposta, 26 constariam do Qualis CAPES conforme se apresenta no Quadro 7 .


Ao comparar a classificação do Qualis CAPES 2001-2003 e a classificação proposta observa-se que a classificação "A" foi mantida para os periódicos com JCR superior a 0,5. Porém, há um aumento no número de periódicos internacionais classificados como "B" e "C". A quantidade de periódicos classificados como Internacional "B", passaria de quatro para sete enquanto a quantidade de periódicos classificados como internacional "C" passariam de dois para 12. No total, a lista de periódicos internacionais de contabilidade classificados no Qualis CAPES passaria de 12 para 26 periódicos.

7 CONCLUSÕES

O artigo objetivou buscar subsídios para o delineamento de uma proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES. Para tanto, foi realizada pesquisa exploratória, por meio de levantamento, com abordagem quantitativa dos dados e corte seccional. Os dados foram levantados no Portal de Periódicos da CAPES, obtendo-se como ponto de partida um total de 50 periódicos.

Na segunda etapa da pesquisa buscou-se identificar periódicos internacionais de contabilidade indexados nas bases de dados do SCOPUS e do ISI. Constatou-se que, no SCOPUS, se encontram indexados 24 periódicos da área contábil. No ISI, a quantidade de periódicos restringe-se a nove, sendo que sete deles estão classificados no JCR. Dos nove periódicos indexados no ISI, oito também estão indexados no SCOPUS. Verificou-se, ainda, que oito periódicos indexados no SCOPUS e um periódico indexado no ISI não se encontram disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES.

Na seqüência foram pesquisados os artigos publicados nos periódicos indexados no SCOPUS. Nessa investigação foram encontrados 1.977 artigos, os quais foram escritos por 3.994 autores. Esses artigos fizeram referência a textos de 42.705 autores distribuídos 83.159 trabalhos. A partir daí, fez-se um cruzamento dos dados a fim de identificar que periódicos foram citados, bem como o número de vezes que isso ocorreu. Excluíram-se da análise os periódicos citados que não estão disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES ou não estão indexados na base de dados SCOPUS. Com esses dados, foram calculados os fatores de impacto para cada periódico.

Com base nos pontos de impactos calculados, delineou-se uma proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES. Com essa proposta de delineamento, os periódicos com JCR superior a 0,5 permaneceriam com conceito "A". Porém, os periódicos que obtivessem fatores de impacto calculados conforme o presente estudo, tomando como referência a base SCOPUS, com Fator de Impacto maior ou igual a 0,5, teriam classificação "B" e abaixo desse corte com classificação "C". Isso aumentaria o número de periódicos classificados como "B" e "C", no Qualis CAPES, de 12 para 26.

Os subsídios apresentados para o delineamento de uma proposta pretendem ser um ponto de partida para a discussão e construção de uma proposta efetiva em face da revisão do Qualis CAPES em 2007. Assim, dadas as limitações do presente estudo, recomenda-se pesquisar outras bases de dados com indexação de periódicos internacionais de contabilidade. Além disso, que futura pesquisa verifique se está havendo expansão do número de periódicos de contabilidade que poderão mais adiante integrar alguma base de dados considerada pela comunidade científica.

Recebido em 01.05.2007

Aceito em 15.08.2007

2ª versão aceita em 11.09.07

NOTA – Endereço dos autores

Universidade Regional de Blumenau

Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis

R Antônio da Veiga, 140 – Sala D202

Victor Konder – Blumenau – SC

89012-900

Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE

R Dorval Luz, 123 – Cx. Postal 1501

Santa Terezinha – Brusque – SC

88352-400

  • BORBA, J. A.; MURCIA; F. D. Oportunidades para pesquisa e publicação em contabilidade: um estudo preliminar sobre as revistas acadêmicas de língua inglesa do Portal de Periódicos da CAPES. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 6., São Paulo, 2006. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2006.
  • BRAMBILLA, S. D. S.; VANZ, S. A. de S.; STUMPF, I. R. C. Mapeamento de um artigo produzido na UFRGS: razões das citações recebidas. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, número especial, jan./jun. 2006. Disponível em: <http://www.encontrosbibli.ufsc.br/bibesp/esp_03/914_GT7_brambila.pdf> Acesso em: 17 jan. 2007.
  • BRASIL. Resolução CNE/CES nº 1, de 03 de abril de 2001. Estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES0101.pdf>. Acesso em: 21 fev. 2007.
  • BRICKER, R. An empirical investigation of the structure of accounting research. Journal of Accounting Research, v. 27, n. 2, p. 246-262, 1989.
  • CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Ficha de Avaliação do Programa. Critérios de Avaliação Triênio 2004-2006, Programas/Cursos Acadêmicos – Administração, Contabilidade e Turismo Disponível em: <www.capes.gov.vr>. Acesso em 21 fev. 2007.
  • CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Disponível em: <http://www.capes.gov.br>. Acesso em: 21 fev. 2007.
    » link
  • CARDOSO, R. L, et al. Pesquisa científica em contabilidade entre 1990 e 2003. Revista de Administração de Empresas, v. 45, n. 2, abr./jun., 2005.
  • CHUNG, K. H. et al. Patterns of research output in the accounting literature: a study of the bibliometric distributions. Abacus, v. 28, n. 2, p. 168-185, jul./set., 1992.
  • FOGARTY, T. J. Sustained research productivity in accounting: a study of the senior cohort. Global Perspectives in Accounting Education, v. 1. n. 1, p. 31-58, jan./fev., 2004.
  • FREZATTI, F.; BORBA, J. A. Análise dos traços de tendência de uma amostra das revistas científicas da área de contabilidade publicadas na língua inglesa. Caderno de Estudos, FIPECAFI-FEA/USP v. 13, n. 24, p. 50-78, jul./dez., 2000.
  • GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.
  • GUEDES, V. L. S.; BORSCHIVER, S. Bibliometria: uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informação, de comunicação e de avaliação científica e tecnológica. In: ENCONTRO NACIONAL DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO, 6., Salvador/BA, junho de 2005. Disponível em: <www.cinform.ufba.br/vi_anais/docs/VaniaLSGuedes.pdf>. Acesso em: 28 nov. 2006.
  • LE COADIC, Y. A ciência da informação Brasília: Briquet de Lemos, 1996.
  • MACIAS-CHAPULA, C. A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, v. 27, n. 2, p. 134-140, maio/ago., 1998.
  • MARTINS, G. A.; SILVA, R. B. C. Plataforma teórica trabalhos dos 3ş e 4ş Congressos USP de Controladoria e Contabilidade: um estudo bibliométrico. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 5., São Paulo, 2005. Anais.. São Paulo: FEA/USP, 2005.
  • OLIVEIRA, M. C. Análise do conteúdo e forma dos periódicos nacionais de contabilidade São Paulo, 2001. 157f. Tese (Doutorado em Controladoria e Contabilidade) Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.
  • PAO, M. L. Concepts of information retrieval Englewood: Libraries Unlimited, Inc., 1989.
  • PRITCHARD, A. Statistical bibliography or bibliometrics? Journal of Documentation, v. 25, n.4, p. 348-349, Dec. 1969.
  • RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.
  • RODGERS, J. L; WILLIAMS, P F. Patterns of research produtivity an knowledge creation at the accounting review: 1967-1993. The Accounting Historians Journal, v. 1, n. 2, p. 123-137, jun./jul., 1996.
  • SHIELDS, M. Research in management accounting by north americans in the 1990s. Journal of Management Accounting Research, v. 9, p. 3-60, set./dez., 1997.
  • SILVA, A. C. B. et al. Revista Contabilidade e Finanças USP: uma comparação entre os períodos 1989/2001 e 2001/2004. Revista Contabilidade e Finanças, n. 39, p. 20-32, set./dez., 2005.
  • THEÓPHILO, C. R. Pesquisa em contabilidade no Brasil: uma análise crítico-epistemológica. São Paulo, 2004. 212f. Tese (Doutorado em Controladoria e Contabilidade) Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.
  • VANTI, N. A. P. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, Brasília, v. 31, n. 2, p. 152-162, maio/ago., 2002.
  • ZEFF, S. A. A study of academic research journals in accounting. Accounting Horizons, v. 10, n. 3, p. 158-177, jul./set, 1996.
  • ZIMAN, J. Conhecimento público Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; São Paulo: EdUSP, 1979.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    05 Maio 2008
  • Data do Fascículo
    Abr 2008

Histórico

  • Aceito
    11 Set 2007
  • Recebido
    01 Maio 2007
  • Revisado
    15 Ago 2007
Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária Av. Prof. Luciano Gualberto, 908 - prédio 3 - sala 118, 05508 - 010 São Paulo - SP - Brasil, Tel.: (55 11) 2648-6320, Tel.: (55 11) 2648-6321, Fax: (55 11) 3813-0120 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: recont@usp.br