Termos da linguagem especializada de enfermagem para o cuidado à pessoa ostomizada

Carina Maris Gaspar Carvalho Marcia Regina Cubas Maria Miriam Lima da Nóbrega Sobre os autores

RESUMO

Objetivos:

identificar termos da linguagem especializada de enfermagem para o cuidado à pessoa ostomizada, a partir da literatura da área; e mapear os termos identificados com termos da Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem (CIPE®).

M

étodo: pesquisa descritiva, de abordagem quantitativa, orientada pelas diretrizes para a elaboração de subconjuntos terminológicos da CIPE®. Os termos foram coletados em 49 artigos científicos, extraídos com uso de ferramenta computacional, selecionados de acordo com a pertinência ao tema, normalizados e mapeados com a CIPE®.

Resultados:

foram extraídos 20.668 termos. A normalização resultou em 425 termos pertinentes, sendo: 151 termos constantes e 274 não constantes na CIPE®; dos quais 154 similares, 19 mais abrangentes, 50 mais restritos e 51 sem concordância.

Conclusão:

o uso de linguagem padronizada pode minimizar ambiguidades e redundâncias identificadas no mapeamento. A existência de termos sem concordância com a CIPE® reforça a necessidade de atualização constante dessa classificação.

Descritores:
Enfermagem; Classificação; Terminologia; Processos de Enfermagem; Estomia

Associação Brasileira de Enfermagem SGA Norte Quadra 603 Conj. "B" - Av. L2 Norte 70830-102 Brasília, DF, Brasil, Tel.: (55 61) 3226-0653, Fax: (55 61) 3225-4473 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: reben@abennacional.org.br