Vivência e estratégias de enfrentamento de familiares de dependentes

Vivencias y estrategias de enfrentamiento de familiares de drogadictos

Ana Lucia de Moraes Horta Celina Daspett Julia Horta Tabosa do Egito Rosa Maria Stefanini de Macedo Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

compreender a vivência e estratégias de enfrentamento de familiares de dependentes de drogas.

Método:

estudo desenvolvido com 87 familiares de dependentes cadastrados em duas Unidades Básicas de Saúde, utilizando grupo focal como método e análise de conteúdo.

Resultados:

foram encontradas quatro categorias: Olhar dos familiares diante da dependência dos dependentes; Sentimentos e atitudes relacionados a ser familiar de dependente; Dificuldades encontradas no processo; e Estratégias de enfrentamento. Os achados refletem a dificuldade em lidar com esse assunto e a necessidade de serem cuidados. Os familiares acreditavam que o dependente precisava querer se tratar e mostraram dificuldade de lidar com desaparecimentos esporádicos. Apontaram sentimentos de dó, impotência, desgosto, ódio, vergonha, medo da agressividade e humilhação.

Conclusão:

a maior dificuldade esteve em lidar com recaídas e na falta de recursos públicos. Religiosidade e fé, afastamento e conselhos foram utilizados como estratégias, e foi demonstrada ambivalência nas atitudes e pensamentos.

Descritores:
Família; Dependência de Drogas; Adaptação Psicológica; Redução de Danos; Vulnerabilidade

Associação Brasileira de Enfermagem SGA Norte Quadra 603 Conj. "B" - Av. L2 Norte 70830-102 Brasília, DF, Brasil, Tel.: (55 61) 3226-0653, Fax: (55 61) 3225-4473 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: reben@abennacional.org.br