POLÍTICA SOCIAL E HETEROGENEIDADE ESTRUTURAL NA AMÉRICA LATINA: A VIRADA DO SÉCULO XXI

Lena Lavinas André Simões Sobre os autores

RESUMO

Esse artigo examinaa complementariedade entre política social e políticas macroeconômicas pró-crescimento, tornando a redistribuição um fator dinâmico na consolidação de sociedades de mercado apoiadas na expansão da demanda. Analisa o período recente da história econômica latino-americana, marcado pelo surgimento de paradigmas conceituais voltados a explicar as especificidades do desenvolvimento da região. Três questões são abordadas no trabalho: i) que modelo de inclusão social caracteriza a nova fase de crescimento liderada pelas chamadas estratégias desenvolvimentistas?; ii) qual o papel atribuído ao sistema de proteção social e à política social lato sensu nesta dinâmica?; e iii) que mecanismos serviram para assegurar a transição a uma sociedade de consumo de massa? O Brasil é tomado como estudo de caso.

PALAVRAS-CHAVE:
política social; desigualdade; América Latina; estruturalismo

Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro Avenida Pasteur, 250 sala 114, Palácio Universitário, Instituto de Economia, 22290-240 Rio de Janeiro - RJ Brasil, Tel.: 55 21 3938-5242, Tel.: 55 21 3873-5242, Fax: 55 21 2541-8148 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rec@ie.ufrj.br