Percepção do enfermeiro sobre promoção da saúde na Unidade de Terapia Intensiva

Percepción del enfermero sobre promoción de la salud en la Unidad de Terapia Intensiva

Adriana Sousa Carvalho de Aguiar Monaliza Ribeiro Mariano Lívia Silva Almeida Maria Vera Lúcia Moreira Leitão Cardoso Lorita Marlena Freitag Pagliuca Cristiana Brasil de Almeida Rebouças Sobre os autores

Objetivou-se relatar a percepção dos enfermeiros sobre a promoção da saúde, descrever ações de promoção da saúde e identificar dificuldades na realização de atividades de promoção da saúde na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, qualitativo realizado com 31 enfermeiros de duas UTIs adulto e uma UTI neonatal de hospital de referência em Fortaleza, Ceará, Brasil, entre julho e agosto de 2009, mediante questionário. Os dados foram analisados e categorizados a partir da análise de conteúdo de Bardin. Emergiram as seguintes categorias e subcategorias: Conceito de promoção da saúde: visão biomédica x visão holística de promoção da saúde; Ações de promoção da saúde; Comunicação e apoio emocional ao paciente/família; Promoção da saúde na UTI; Promoção da saúde com enfoque na educação em saúde; e Dificuldades para o desenvolvimento de ações de promoção da saúde.

Promoção da saúde; Unidades de Terapia Intensiva; Cuidados de enfermagem


Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 419 , 05403-000 São Paulo - SP/ Brasil, Tel./Fax: (55 11) 3061-7553, - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: reeusp@usp.br