Fatores preditivos ao resultado favorável de tratamento da tuberculose pulmonar (Recife-Pernambuco, Brasil, 2001-2004)

Cinthia Midori Sassaki Lucia Marina Scatena Roxana Isabel Cardozo Gonzales Antonio Ruffino-Netto Paula Hino Tereza Cristina Scatena Villa Sobre os autores

Partindo de dados disponíveis no Sistema de Informação de Agravos de Notificação, identificaram-se e analisaram-se fatores preditivos ao resultado favorável de tratamento dos casos de tuberculose pulmonar, diagnosticados no período de 2001-2004, residentes em Recife-PE. Utilizaram-se métodos estatísticos uni e multivariado de regressão logística. No multivariado permaneceram: Idade (anos), 0 a 9 (OR=4,27; p=0,001) e 10 a 19 (OR=1,78; p=0,011), maior chance de cura que mais de 60; Escolaridade (anos), 8 a 11 (OR=1,52; p=0,049), maior chance de cura que nenhuma escolaridade; Tipo de entrada, casos novos (OR=3,31; p<0,001) e recidiva (OR=3,32; p<0,001), maiores chances de cura que reingresso pós-abandono; Tempo (meses) 2, 5 -|6 (OR=9,15; p<0,001); 6 -| 9 (OR= 27,28; p<0,001) e Mais de 9 (OR=24,78; p<0,001), maiores chances de cura que menor que 5; Distrito da Unidade de Saúde, DS I (OR=1,60; p=0,018) e DS IV (OR=2,87; p<0,001), maiores chances de cura que DS VI.

Tuberculose; Resultado de tratamento; Sistemas de Informação; Vigilância epidemiológica; Eqüidade


Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 419 , 05403-000 São Paulo - SP/ Brasil, Tel./Fax: (55 11) 3061-7553, - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: reeusp@usp.br