Accessibility / Report Error

Não contar a ninguém ou contar a todo mundo?: colapsos da masculinidade em No se lo digas a nadie

Not to tell anybody or to tell everybody?: collapses of masculinity in no se lo digas a nadie

Tomando-se como pressupostos teóricos a narratologia e os queer studies, realiza-se aqui uma leitura crítica de No se lo digas a nadie (Não conte a ninguém), romance do peruano Jaime Bayly, publicado pela primeira vez em 1994, no qual se questiona o regime heteronormativo sob o qual opera a sociedade peruana. Investe-se, para tanto, no potencial subversivo de um lugar de enunciação literária marcado pela diferença e pela resistência aos dispositivos de regulação das identidades sexuais.

literatura comparada; romance peruano; No se lo digas a nadie; Jaime Bayly


Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina Campus Universitário - Trindade, 88040-970 Florianópolis SC - Brasil, Tel. (55 48) 3331-8211, Fax: (55 48) 3331-9751 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: ref@cfh.ufsc.br