• EDITORIAL Editorial

  • Gloria Evangelina Anzaldúa In Memoriam

    Costa, Claudia de Lima
  • Ser y tener: engendering development and ethnicity in the Pacific lowlands of Colômbia Artigos

    Asher, Kiran

    Abstract in Portuguese:

    Neste ensaio, exploro como as organizações e redes de mulheres afro-colombianas moldam e são moldadas por iniciativas do Estado para desenvolver e modernizar a região do Pacífico. Argumento que, agindo assim, elas mobilizam e vão além da retórica desenvolvimentista do Estado e do discurso de uma etnia negra 'gendrada' e da tradição das organizações políticas negras da região.

    Abstract in English:

    In this paper I explore how Afro-Colombian women's organizations and networks shape and are shaped by state initiatives to develop and modernize the Pacific region. I argue that in doing so these mobilize and go beyond the developmentalist rhetoric of the state and the discourse of gendered black ethnicity and tradition of black political organizations in the region.
  • Gender and public policies Artigos

    Farah, Marta Ferreira Santos

    Abstract in Portuguese:

    Análise da incorporação da perspectiva de gênero por políticas públicas desenvolvidas por governos subnacionais no Brasil. O artigo inicia-se com uma reconstituição da agenda de gênero e de sua relação com a agenda de reforma do Estado e das políticas públicas desde a década de 1980. Identificam-se a seguir propostas formuladas por movimentos de mulheres e entidades feministas no campo das políticas públicas. Com base nessas propostas, são analisados programas das áreas de saúde, combate à violência contra a mulher e geração de emprego e renda, destacando-se a maior ou menor aderência das iniciativas locais à agenda feminista.

    Abstract in English:

    The paper consists on an analysis of the incorporation of the gender perspective by public policies at the subnational level of government in Brazil. The article begins with a reconstitution of the gender agenda and its relations with the State reform agenda and the public policies reform agenda, since the 80s. Taking as reference the proposals that came from the women movement and from feminist entities, the article analyses programs from three sectors health, violence against women and employment and income generation. The analysis focuses on the adherence of these programs to the gender agenda.
  • New reproductive conception technologies: bioethics and controversies Artigos

    Tamanini, Marlene

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo trata de alguns dos múltiplos aspectos éticos/bioéticos e de gênero no campo das novas tecnologias reprodutivas conceptivas (NTRc). A literatura nele apresentada aponta para a pluralidade de situações e abordagens possíveis em um campo multidimensional e controvertido. Explicita alguns princípios éticos/bioéticos do agir biomédico encontrados durante pesquisa com casais heterossexuais que fizeram reprodução assistida e com médic@s especialistas em reprodução humana no Sul do Brasil.<A NAME="top1"></A><A HREF="#back1">1</A> Apresenta os pressupostos éticos/bioéticos sancionadores do agir médico e da continuidade dos chamados tratamentos para engravidar, e analisa os mecanismos utilizados para reerguer as expectativas dos casais em situação de desconfiança ou de insucesso.

    Abstract in English:

    This article concerns some of the multiple ethical-bioethical and gender issues in the field of new reproductive and contraceptive technologies. The literature presented points to the plurality of possible situations and approaches in a multidimensional and controversial field. It presents some ethical-bioethical principals of biomedical action found in the study of heterosexual couples who use assisted reproduction. and of medical specialists in human reproduction in southern Brazil. It presents the ethical-bioethical presumptions that sanction medical behavior and the continuity of the so-called impregnation treatments, and analyzes the mechanisms used to raise the expectations of couples who lack confidence or success.
  • Sexuality in the classroom: the pedagogies of primary school teachers at initial grades Artigos

    Ribeiro, Paula Regina Costa; Souza, Nádia Geisa Silveira de; Souza, Diogo Onofre

    Abstract in Portuguese:

    Neste trabalho buscamos ver e entender como a sexualidade tem sido tratada nas práticas de sala de aula das séries iniciais, considerando que a percebemos como uma construção histórica e cultural. Examinamos narrativas de professoras sobre suas vivências em sala de aula envolvendo sexualidade, a fim de conhecer os discursos e as estratégias que atuavam na constituição da sexualidade das crianças através das pedagogias escolares utilizadas por elas. Nas experiências narradas, tornaram-se presentes a atuação e a correlação tanto de diversos discursos - da biologia, das identidades de gênero e sexuais, da criança inocente e assexuada, da família, da proteção - quanto de interdições as explicações do campo biológico, as transferências de alunos, as nomeações pejorativas, as repreensões, as micropenalidades, por exemplo.

    Abstract in English:

    In this study, we seek to identify and understand how sexuality has been treated in classroom practices at initial grades, considering that we see it as a historical and cultural construct. We examined female teachers' narratives about their classroom experiences involving sexuality, in order know discourses and strategies involved in the constitution of children's sexuality through the school pedagogies used by them. In the experiences narrated, we noted the emergence of the action and interrelationship of several discourses - those of biology; gender and sexual identities; the innocent and asexual child; family; protection , and of interdictions - for instance, the biological field explanations, students transfers, derogatory naming, reprehensions, micro punishments.
  • Remarks on the colonized libido: trying to think beyond patriarchy Ensaio

    Bensusan, Hilan

    Abstract in Portuguese:

    Nestas observações procuro refletir sobre algumas conseqüências da maneira como pensamos e vivemos nossos desejos. Procuro contrastar nossos desejos com a idéia de liberdade e com a maneira como pensamos a natureza. Isso me leva rapidamente a pensar na pornografia, na identidade masculina e em seguida no nosso regime de auto-estima. Desemboco então em um conjunto de temas que se relacionam com as estruturas institucionais e emocionais do patriarcado sob um regime de heterossexualidade normatizada. Tento considerar esses temas sob um ponto de vista da experiência de quem foi treinado na masculinidade e se incomoda com suas conseqüências. Procuro encontrar um modo de repensar o agenciamento de nossos desejos e encontrar caminhos para um exercício de nossas capacidades de desejo que sejam, de alguma forma, mais livres.

    Abstract in English:

    In these remarks I attempt to think through some of the consequences of the way we conceive and live our desires. I try to contrast those desires with both our idea of freedom and the way we usually understand nature. This takes me quickly to issues such as pornography, male identity and then to how we gain and preserve our self-esteem. This, in turn, takes me to issues that are somehow linked to the institutional and emotional structures of patriarchy under a regime of heterosexuality as a norm. I try to consider these issues from the point of view of someone who was trained within the practices and thoughts of masculinity and is bothered by the consequences of such training. I endeavour to find a way to rethink the colonization of our desires so that we can find paths to an exercise of our capacities of desire that could be somehow freer.
  • Entre o saber e o fazer: entrevista com Marysa Navarro Ponto de Vista

    Costa, Claudia de Lima; Schmidt, Simone Pereira
  • As agriculturas do sul do Brasil Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Brumer, Anita; Paulilo, Maria Ignez
  • Women's land rights and rural social movements in the Brazilian agrarian reform Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Deere, Carmen Diana

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo examina a evolução da reivindicação dos direitos da mulher à terra na reforma agrária brasileira sob o prisma dos três principais movimentos sociais rurais: o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), os sindicatos rurais e o movimento autônomo de mulheres rurais. O mérito maior por levantar a questão dos direitos da mulher à terra é das mulheres dentro dos sindicatos rurais. Os direitos formais das mulheres à terra foram conseguidos na reforma constitucional de 1988, e em grande medida isso foi um subproduto do esforço para acabar com a discriminação contra as mulheres em todos as suas dimensões. A conquista das igualdades formais, contudo, não levou a um aumento na parcela de mulheres beneficiárias da reforma, a qual permaneceu baixa até a metade da década de 1990. Isso aconteceu principalmente porque garantir na prática os direitos da mulher à terra não estava entre as prioridades dos movimentos sociais rurais. Além disso, o principal movimento social a determinar o passo da reforma agrária, o (MST), considerava classe e gênero questões incompatíveis. Próximo ao final da década de 1990, entretanto, havia uma consciência crescente de que deixar de reconhecer os direitos da mulher à terra era prejudicial ao desenvolvimento e à consolidação dos assentamentos da reforma agrária e, portanto, para o movimento. O crescente consenso, entre todos os movimentos sociais rurais, sobre a importância em assegurar o direito da mulher à terra, junto com um lobby efetivo, encorajou o Estado em 2001 a adotar mecanismos específicos para a inclusão de mulheres na reforma agrária.

    Abstract in English:

    This article examines the evolution of the demand for women's land rights in the Brazilian agrarian reform through the prism of the three main rural social movements: the landless movement, the rural unions and the autonomous rural women's movement. Most of the credit for raising the issue of women's land rights rests with women within the rural unions. That women's formal land rights were attained in the constitucional reform of 1988 was largely a by-product of the effort to end discrimination against women in all it dimensions. The achievement of formal equality in land rights, nonetheless, did not lead to increases in the share of female beneficiaries of the reform, which remained low in the mid-1990s. This was largely because securing women's land rights in practice was not a top priority of any of the rural social movements. Moreover, the main social movement determining the pace of the agrarian reform, the land-less movement, considered class and gender issues to be incompatible. By the late 1990s, nonetheless, there was growing awareness that failure to recognize women's land rights was prejudicial to the development and consolidation of the agrarian reform settlements and thus the movement.The growing consensus among all the rural social movements of the importance of securing women's land rights, coupled with effective lobbying, encouraged the State in 2001 to adopt specific mechanisms for the inclusion of women in the agrarian reform.
  • Gender and agriculture: the situation of women in agriculture in the state of Rio Grande do Sul Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Brumer, Anita

    Abstract in Portuguese:

    O texto examina as formas de inserção das mulheres na agricultura familiar, procurando explicar a seletividade de gênero do processo migratório. Primeiramente, aborda a distribuição da população, por sexo e por grupos de idade, em diversas regiões do Estado do Rio Grande do Sul, caracterizando o maior índice de emigração de mulheres jovens do que dos demais grupos etários e de sexo. Depois, trata da divisão do trabalho por sexo e idade, dos efeitos da modernização sobre o trabalho agrícola, da inserção dos jovens no trabalho da unidade produtiva familiar, das atividades fora da agricultura e dos procedimentos utilizados pelos produtores agrícolas para a transmissão da propriedade rural para os filhos. Finalmente, discute o possível efeito do acesso das mulheres rurais à Previdência Rural sobre suas perspectivas de permanecer ou não na atividade agrícola.

    Abstract in English:

    The paper examines the forms of insertion of women in the agricultural farm, with the purpose of explaining the gender selectivity of migration. Firstly, it deals with the population distribution, by sex and age groups, in different regions of the state of Rio Grande do Sul, in order to characterize the higher emigration of young women in comparison with other groups. Afterwards, it deals with the division of work by sex and age, the effects of modernization upon the agricultural work and the ways in which the farmers transfer their property to the children. Finally it discusses the possible effects of the access of rural women to the Social Security on their perspectives of remaining or not in the agricultural activity.
  • Family work: a forgotten category of analysis Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Paulilo, Maria Ignez S.

    Abstract in Portuguese:

    A influência do marxismo na Sociologia do trabalho e no feminismo foi e ainda é muito grande, o que trouxe uma ênfase nos estudos sobre o operariado. Com isso, o campesinato tornou-se um tema de difícil articulação dentro do marxismo e do feminismo. Havia uma crença generalizada de que liberação das mulheres passaria necessariamente por sua independência financeira, fruto da inserção individual no mercado de trabalho. Como 'encaixar' aí as mulheres em regime de trabalho familiar? Elas não foram bem 'encaixadas', havendo com freqüência um 'viés urbano' perpassando as análises do trabalho feminino no campo. O surgimento de vários movimentos de mulheres agricultoras no Brasil colocou em cheque a visão corrente de 'vítimas' que se tinha sobre elas, na medida em que estão se impondo como 'atoras'. Neste momento, porém, os movimentos feministas estão mais voltados para questões de reconhecimento, de identidade, que de redistribuição de renda, propriedades e, o que nos interessa mais, terra. Nosso objetivo neste trabalho é desvelar os preconceitos imbricados na análise do campesinato e trazer de volta questões sobre a condição econômica desigual das mulheres envolvidas na agricultura familiar, cujo acesso à terra se faz quase unicamente pelo casamento. O direito de tomar decisões sobre a própria vida pode ser desvinculado da obtenção de um salário individual, mas não do acesso a uma renda própria.

    Abstract in English:

    The influence of Marxism on Labor Sociology and Feminism was and still is very strong. This has led to an emphasis on working class studies. Questions concerning the peasantry became difficult to work with within Marxism and Feminism. There used to be a general belief the liberation of women would necessarily require their financial independence, which would be the result of individual insertion in the labor market . This has raised the question of where to consider the role of women's work within the family. This issue was not adequately considered by theory that was frequently dominated by urban perspectives and that overlooked issues of the role of women in rural activities. The rise of various rural women's movements in Brazil has questioned the "victim" status normally attached to such women, to the degree that they have proved to be true social "actors". At this time, however, feminist movements are more concerned with issues of recognition and identity, then with income redistribution, property, and that which most interests us, land. The purpose of this paper is to unveil the prejudices permeating the analysis of peasantry and bring back the issue of the economic inequality of women involved in family agriculture, whose access to land is achieved almost exclusively through marriage. The right to take decisions about one's own life may not depend on an individual salary, but it certainly depends on access to one's own source of income.
  • The value of marriage to the farm family Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Stropasolas, Valmir Luiz

    Abstract in Portuguese:

    O artigo aborda o questionamento de valores culturais na agricultura familiar e, especificamente, coloca em relevo as diversas representações que vêm sendo construídas por jovens e mulheres em torno da noção de casamento. Para discutir o significado, a importância e as redefinições em curso na categoria casamento, resgatam-se alguns depoimentos feitos por filhas/os de agricultores familiares no âmbito da minha pesquisa de doutorado realizada na região Oeste de Santa Catarina. A partir da análise das representações e das iniciativas da juventude rural, visualiza-se a emergência de conflitos no horizonte das escolhas dos modelos de família e casamento, processo que repercute nos projetos de vida formulados por moças e rapazes e que acarreta um viés de gênero no movimento migratório de jovens.

    Abstract in English:

    This article concerns the questioning of cultural values among farm families and specifically presents various representations that have been constructed by young people and women about the notion of marriage. To discuss the meaning, importance and the redefinitions currently being established about the category of marriage, an analysis was conducted of the statements of the sons and daughters of farm families collected during my doctoral research in western Santa Catarina state. Based on the analysis of the representations and actions of rural youth, an emergence of conflicts was identified concerning the choice of family models and marriage. This has influenced the life plans made by young men and women and gives importance to the factor of gender in the migratory movement of youth.
  • Gender relations and subjectivities in the building of Brazil's landless movement Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Silva, Cristiani Bereta da

    Abstract in Portuguese:

    Os relatórios internos e as diversas e distintas publicações do e sobre o MST produzidos nos últimos 20 anos desvelam processos que permitem perceber que outras preocupações foram constituídas em meio às lutas e disputas pela conquista da terra. Essas preocupações foram mudando, adquirindo outros contornos nas idas e vindas da produção de idéias, práticas e sujeitos de um Movimento em construção. Este estudo é um exercício crítico de reflexão sobre a natureza dessas produções nas relações cotidianas, nas tentativas de construir sujeitos militantes. Busca investigar como as mudanças foram sendo construídas e de que forma foram investidas sobre as relações de trabalho, sociais, políticas e, também, afetivas de mulheres e homens, bem como de homens e homens, e de mulheres e mulheres nas dobras do MST.

    Abstract in English:

    The internal reports of MST and the many different publications about this Movement, produced in the last 20 years, reveal the processes and the many different issues that appeared among the dispute for a piece of land. Many worries have been added to the main concern that is about the lack of land. Ideas, practices and political concerns have emerged in this movement that is still in construction. This study is a critical exercise of reflection about the nature of these productions and of the quotidian relations about the endeavours of constructing new subjects. It tries to investigate how were the changes being constructed in the work, social and political relations as well as in the affective relationships of men X women, women X women and men X men inside the MST.
  • Power and equality: the relations of gender between agricutural syndicalists Chapecó, Santa Catarina Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Boni, Valdete

    Abstract in Portuguese:

    A participação das mulheres na direção dos sindicatos, incluindo o Sindicato de Trabalhadores Rurais, tem aumentado nos últimos anos. O movimento sindical rural, historicamente masculino, não aceitava mulheres associadas até início dos anos 1980. Hoje, as mulheres vêm ocupando cargos nas direções executivas, o que não significa que os sindicatos tenham mudado suas práticas discriminatórias. Neste texto analiso as relações de gênero e poder que envolvem homens e mulheres dirigentes no oeste do estado de Santa Catarina. Mesmo com a abertura do espaço sindical para as mulheres e a instauração da cota mínima de 30% de participação feminina estabelecida pela CUT, não há muitas mulheres nos cargos de direção. Elas ficam 'escondidas' nos quadros de apoio, ou não participam igualmente, já que o sindicato não evoluiu quanto às suas práticas cotidianas, ainda discriminatórias. É uma batalha constante aliar reivindicações de classe à busca por igualdade de gênero e poder. Às vezes, as mulheres precisam escolher uma das bandeiras.

    Abstract in English:

    The participation of the women in the direction of the unions, including Agricultural Workers, has increased in recent years. Until the 80's, the agricultural syndical movement, specially male, did not accept women associates. Nowadays, women are occupying positions in the executive directory but it does not mean that the unions have changed its pratical discriminatory. This paper presents an analysis concernig gender and power, i.e., a relation between men and women leadership in the west of Santa Catarina State. In spite of improving their participation in the unions and to be established by CUT that 30% of the minimum quota should be women, there are not enough women in the directory positions. They are effectly ocuppying administrative positions or they do not participate equally since the union did not improve its discriminatory participation. It is a frequently war to combine class claims and the search of equality and power gender. Sometimes, they have to choose one claim.
  • The role of the woman farmer in the emergency of new ruralities: notes from the organic farming Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Karam, Karen Follador

    Abstract in Portuguese:

    Conhecer e reconhecer o papel da mulher agricultora nos novos processos produtivos em curso voltados a atualizar o lugar do rural nas sociedades contemporâneas, a partir do sistema de produção da agricultura orgânica, é a pretensão maior deste trabalho. Interessa identificar as estratégias adotadas pela agricultura familiar para a dinamização e manutenção de modos de viver o meio rural, ao mesmo tempo que interessa identificar as possibilidades de trazer à visibilidade o espaço rural nas sociedades modernas. Nesse contexto é que se pesquisou a agricultura orgânica na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), analisou-se quem são os agricultores envolvidos no processo e, dentro dele, buscou-se apontar o papel que a mulher agricultora desempenha, desde o processo produtivo até a sociabilidade necessária à manutenção de um "meio rural vivo", onde a agricultura orgânica aparece como uma estratégia.

    Abstract in English:

    The main pretension in this work is to get to know and to recognize the role of the woman farmer in the new productive processes that update the place of the rural in the contemporary societies. The starting point is the organic farming system. One interests to identify the strategies adopted by the family farming for increasing and supporting ways of living the rural world. At the same time, one interests to identify the possibilities to make the rural space - in the context of the modern societies - visible. In this context, one researched the organic farming in the urban area of Curitiba (RMC). One analyzed who are the farmers involved in the process, and inside of it, one tried to indicate what is the role of the woman farmer, from the productive process to the necessary sociability to keep an "alive rural world" where the organic farming appears as a strategy.
  • Workdays of men and women in a collective settlement of the landless movement (MST) Dossiê as Agricultoras do Sul do Brasil

    Salvaro, Giovana Ilka Jacinto

    Abstract in Portuguese:

    Este texto busca discutir a divisão do trabalho em um assentamento coletivo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Santa Catarina, marcado pela proposta de coletivização da terra e dos meios de produção. Nessa forma de organização, busca-se, seguindo as diretrizes estabelecidas pelo MST, a transformação igualitária e solidária da sociedade, incluindo a construção de novas relações de gênero. O que se observou é que, no cotidiano, mulheres e homens, sujeitos históricos e culturais, apropriam-se desses discursos de gênero, ao mesmo tempo que buscam lidar com as contradições que se apresentam. Entre estas, colocam-se as diferentes jornadas de trabalho que, apoiadas em padrões relacionais fixos, determinam oito horas diárias para os homens na produção e quatro para as mulheres, em função do trabalho doméstico e do cuidado das crianças.

    Abstract in English:

    This text presents a discussion on the division of labor in a collective settlement of the Landless Movement (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST) in Santa Catarina, characterized by the collectivization of land and of all means of production. Within this form of organization and according to the directives established by the MST, an equalitarian and solidarious transformation of society, including the construction of new genre relations, is sought for. What has been noted, throughout the daily routine, is that men and women alike, both historical and cultural subjects, appropriate this discourse at the same time in which they try to deal with upcoming contradictions. Within the latter, and based on fixed relational standards, different work hours are thus established. Men are determined to work on a daily eight hour basis in production whereas women, due to domestic work and child rearing, are granted a four hour schedule.
  • O desejo queima, sangra Resenhas

    Bacci, Claudia
  • O corpo carioca desnudado Resenhas

    Pereira, Cláudia da Silva
  • Histórias sobre aborto e infanticídio no século XX Resenhas

    Schmitt, Jaqueline Aparecida M. Zarbato
  • A presença feminina no imaginário dos artistas brasileiros Resenhas

    Lins, Jacqueline Wildi
  • Dores e delícias da menopausa: o que 'a feminilidade' tem a ver com isso? Resenhas

    Azerêdo, Sandra
Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina Campus Universitário - Trindade, 88040-970 Florianópolis SC - Brasil, Tel. (55 48) 3331-8211, Fax: (55 48) 3331-9751 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: ref@cfh.ufsc.br