Orientação de vida e comportamentos de risco para a saúde em universitários: uma análise sob o olhar da psicologia positiva

Life orientation and risk behavior to health in college students: an analysis under the perspective of positive psychology

O objetivo do estudo foi analisar a orientação de vida de universitários em função de comportamentos de risco para a saúde. Participaram 403 acadêmicos do curso de Educação Física, de uma universidade do Noroeste do Paraná. Como instrumentos foram utilizados Teste de Orientação de Vida, National College Health Risk Behavior Survey e ficha com dados sociodemográficos. Para análise dos dados aplicou-se o teste de Kolmogorov-Smirnov, teste de Kruskal-Wallis e teste U de Mann-Whitney (p<0,05). Os resultados demonstraram que acadêmicos mais otimistas percebem-se mais saudáveis (p=0,001); moram com o cônjuge (p=0,022); tiveram relação sexual (p=0,001); usaram cinto de segurança no banco da frente (p=0,044) e no banco de trás (p=0,041); não andaram com motorista embriagado (p=0,015); não carregaram arma (p=0,003); não se envolveram em brigas (p=0,010); não consideraram tentativa de suicídio (p=0,004) e consumiram salada (p=0,005). Conclui-se que universitários otimistas adotam comportamentos preventivos, mais saudáveis e estabelecem vínculos afetivos.

Health psychology; Risk behavior to health; Students in health sciences


Universidade Estadual de Maringá Avenida Colombo, 5790, 87020-900 Maringá - PR, Tel.: (55 44) 3011 4470 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: revdef@uem.br