Impacto da prática de atividade física no estresse percebido e na satisfação de vida de idosos

Impact of physical activity on perceived stress and life satisfaction of elderly people

Este estudo objetivou investigar o impacto da prática de atividade física no nível de estresse e na satisfação de vida de idosos. Foram sujeitos 187 integrantes da Universidade Aberta à Terceira Idade de um município da região Noroeste do Paraná. Como instrumentos foram utilizados a Escala de Estresse Percebido e a Escala para Avaliação de Atitudes em Relação à Velhice. Para a análise dos dados, aplicaram-se os testes Kolmogorov-Smirnov, Mann-Whitney, a Correlação de Spearman, o Qui-quadrado e a Regressão de Poisson (p < 0,05). Os resultados evidenciaram que os praticantes de atividade física apresentaram maior satisfação com a velhice e menor nível de estresse e sentimentos de perda se comparados aos não-praticantes (p = 0,001). A prática de atividade física está associada com todas as variáveis (p=0,001), indicando que exerce impacto no estresse e na satisfação de vida. Concluiu-se que a atividade física é um elemento interveniente na percepção do estresse e na satisfação de vida, contribuindo para um envelhecimento saudável.

Estresse; Satisfação de Vida; Atividade Física


Universidade Estadual de Maringá Avenida Colombo, 5790, 87020-900 Maringá - PR, Tel.: (55 44) 3011 4470 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: revdef@uem.br