Institutions, credibility and crisis: the inconsistencies of Argentine exchange rate policy (1991-2006)

NICOLÁS CHERNY Sobre o autor

Este artigo tem dois objetivos. O primeiro é explicar as inconsistências do regime de conversibilidade que levaram à crise de 2001. O argumento sugere que os requisitos de credibilidade para a convertibilidade induziram uma dinâmica de compromissos jurídicos, fiscais, financeiros e externos que aumentaram os custos de saída e inconsistências de tempo. O segundo objetivo é explicar as tensões do regime flutuante que substituiu a conversibilidade em 2002. Nós descrevemos os efeitos de uma taxa de câmbio flutuante em desequilíbrio macroeconômico e a crescente tensão entre a competitividade e a inflação.

Política econômica; crise da taxa de câmbio; convertibilidade; Argentina


Editora 34 Rua Araripina, 106, CEP 05603-030 São Paulo - SP, Tel. (55 11) 3816 6020 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ceciliaheise46@gmail.com