Distribuição espacial das mulheres na direção dos estabelecimentos agropecuários no Brasil

Patricia Estanislau Márcio Alberto Goebel Jefferson Andronio Ramundo Staduto Ana Cecília Kreter Sobre os autores

Resumo:

O objetivo central do trabalho é analisar a distribuição espacial das mulheres que estão na direção de estabelecimentos agropecuários nos municípios brasileiros, a partir dos dados dos Censos Agropecuários de 2006 e 2017, aplicando a econometria espacial. Os resultados mostram que as regiões Nordeste e Norte apresentaram a maior concentração de clusters Alto-Alto em 2006, sendo ampliado em 2017. Essas duas regiões, com enormes áreas rurais pobres, expandiram a participação das mulheres na direção dos estabelecimentos e foram responsáveis por 72,42% da variação ocorrida entre os Censos Agropecuários. A escolaridade teve uma relação positiva com o aumento das mulheres dirigentes nos estabelecimentos agropecuários em 2017. Nos municípios onde ocorreu o processo de redução de estabelecimentos, houve aumento de presença de mulheres na direção. Nós concluímos que a promoção de políticas públicas para as mulheres nas áreas rurais tem grande potencial de promover o desenvolvimento desses estabelecimentos, bem como das áreas rurais.

Palavras-chave:
mulher; estabelecimento agropecuário; área rural; distribuição espacial; censo agropecuário

Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Av. W/3 Norte, Quadra 702 Ed. Brasília Rádio Center Salas 1049-1050, 70719 900 Brasília DF Brasil, - Brasília - DF - Brazil
E-mail: sober@sober.org.br