Fatores associados ao conhecimento sobre a toxoplasmose entre gestantes atendidas na rede pública de saúde do município de Niterói, Rio de Janeiro, 2013-2015* * Artigo baseado na tese de Doutorado da autora Fernanda Loureiro de Moura, intitulada 'Ocorrência de toxoplasmose congênita, avaliação do conhecimento sobre toxoplasmose e do acompanhamento sorológico das gestantes e implantação de medidas de prevenção primária nos programas de pré-natal da Rede Pública de Saúde do município de Niterói-RJ', apresentada junto ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Medicina Tropical da Fundação Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz), graças ao convênio entre a Fiocruz e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)/Ministério da Educação (MS): Brasil sem Miséria. A tese, desenvolvida sob orientação da Dra. Maria Regina Reis Amendoeira e co-orientação da Dra. Patrícia Riddell Millar Goulart, foi defendida em 2016. Agência financiadora: Capes/MS. Bolsista do Programa Brasil sem Miséria: Fernanda Loureiro de Moura.

Factores asociados a conocimientos sobre toxoplasmosis entre mujeres embarazadas atendidas en la red pública de salud de la ciudad de Niterói, Rio de Janeiro, 2013-2015

Fernanda Loureiro de Moura Patrícia Riddell Millar Goulart Ana Paula Pereira de Moura Thais Silva de Souza Ana Beatriz Monteiro Fonseca Maria Regina Reis Amendoeira Sobre os autores

Resumo

OBJETIVO:

analisar os fatores associados ao conhecimento sobre a toxoplasmose entre gestantes atendidas na rede pública de saúde do município de Niterói, Rio de Janeiro.

MÉTODOS:

trata-se de um estudo transversal, realizado com gestantes atendidas em oito unidades de saúde; os dados foram coletados por meio de questionário padronizado, no período de abril de 2013 a fevereiro de 2015.

RESULTADOS:

entre as 405 gestantes entrevistadas, 173 (42,7%) conheciam a toxoplasmose e destas, 24,3% receberam informações por amigos; a proporção de gestantes com conhecimento sobre toxoplasmose aumentou com a idade (p<0,001), a escolaridade (p<0,001) e o número de gestações (p=0,031); a história de aborto também esteve associada com o conhecimento sobre toxoplasmose (p=0,019).

CONCLUSÃO:

as variáveis 'faixa etária', 'escolaridade', 'número de gestações' e 'história de aborto' foram importantes para o conhecimento sobre toxoplasmose entre as gestantes da rede pública de Niterói.

Palavras-chave:
Toxoplasmose Congênita; Gestantes; Prevenção Primária; Estudos Transversais

Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil SRTVN Quadra 701, Via W5 Norte, Lote D, Edifício P0700, CEP: 70719-040, +55 61 3315-3464, Fax: +55 61 3315-3464, Brasília - DF - Brazil - Brasília - DF - Brazil
E-mail: ress.svs@gmail.com