Consumo excessivo de suplementos nutricionais entre profissionais atuantes em academias de ginástica de Pelotas, Rio Grande do Sul, 2012* * O estudo recebeu financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)/Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI): Edital Universal 14/2012, Processo no 474306/2012-7.

Consumo excesivo de suplementos nutricionales en profesionales que trabajan en gimnasios en Pelotas, Rio Grande do Sul

Tatiane Araujo Cava Samanta Winck Madruga Gesiane Dias Trindade Teixeira Felipe Fossati Reichert Marcelo Cozzensa da Silva Airton José Rombaldi Sobre os autores

Resumo

Objetivo:

investigar a prevalência e fatores associados ao consumo excessivo de suplementos nutricionais entre profissionais das academias de ginástica de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

Métodos:

estudo transversal com todos os profissionais locais encontrados em 2012; o consumo excessivo de suplementos nutricionais foi definido como o uso de três ou mais tipos dessas substâncias simultaneamente; análise multivariável foi realizada por meio de regressão de Poisson, com variância robusta.

Resultados:

foram entrevistados 497 profissionais; a prevalência de uso excessivo de suplementos nutricionais foi de 10,5% (IC95% 7,9;13,5); houve associação com sexo masculino (RP=3,2; IC95% 1,6;6,7) e tempo de ingestão ≥4 anos, comparado com <1 ano (RP=2,8; IC95% 1,7;4,7); observou-se menor consumo excessivo entre profissionais com maior escolaridade, graduados ou não em Educação Física (p=0,007).

Conclusões:

o consumo excessivo de suplementos nutricionais teve prevalência que pode ser considerada elevada e foi associado a variáveis sociodemográficas.

Palavras-chave:
Suplementos Nutricionais; Educação Física e Treinamento; Atividade Motora; Inquéritos Nutricionais; Estudos Transversais

Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil SRTVN Quadra 701, Via W S Norte, Lote D, Edifícil P0700, CEP: 70719-040, +55 61 3315-3464, Fax: +55 61 3315-3464 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revista.svs@saude.gov.br