Tendências temporais e fatores associados ao diagnóstico em estágio avançado de câncer do colo uterino: análise dos dados dos registros hospitalares de câncer no Brasil, 2000-2012* * Artigo derivado da dissertação de mestrado intitulada ‘Acesso ao diagnóstico e tratamento de pacientes com câncer de mama e do colo uterino no Brasil: uma análise dos dados dos Registros Hospitalares de Câncer’, defendida por Nelson Luiz Renna Junior junto ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) em 2016.

Tendencia temporal y factores asociados al diagnóstico de cáncer de cuello uterino en estado avanzado: análisis de los datos de registros hospitalarios de cáncer en Brasil, 2000-2012

Nelson Luiz Renna Junior Gulnar Azevedo e Silva Sobre os autores

Resumo

Objetivo:

analisar a tendência temporal e os fatores associados ao diagnóstico em estágio avançado de câncer do colo uterino no Brasil.

Métodos:

análise de séries temporais e estudo transversal com dados dos registros hospitalares de câncer (2000-2012); utilizaram-se modelos joinpoint e regressão multinomial.

Resultados:

analisaram-se 65.843 casos; a mediana do intervalo entre diagnóstico e tratamento foi de 59 dias; o percentual de diagnósticos em estágio avançado aumentou no período - variação anual de 1,10% (IC95% 0,80;1,50); mulheres com estudo superior tiveram menores chances de estadiamento avançado, comparadas a analfabetas (OR=0,38; IC95% 0,31;0,47); indígenas (OR=2,38; IC95% 1,06;5,33) e negras (OR=1,16; IC95% 1,02;1,31) frente às brancas, e mulheres tratadas na região Norte (OR=2,55; IC95% 2,26;2,89) frente às do Sudeste, apresentaram maiores chances; outros fatores associados positivamente ao desfecho foram ‘idade’, ‘tipo histológico’ e ‘estado conjugal’.

Conclusão:

houve tendência crescente de diagnósticos em estágio avançado; desigualdades afetam as chances de estadiamento avançado de câncer cervical.

Palavras-chave:
Neoplasias do Colo do Útero; Saúde da Mulher; Registros Hospitalares; Acesso aos Serviços de Saúde; Oncologia

Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil SRTVN Quadra 701, Via W S Norte, Lote D, Edifícil P0700, CEP: 70719-040, +55 61 3315-3464, Fax: +55 61 3315-3464 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revista.svs@saude.gov.br