Classificação de risco de transmissão de doenças imunopreveníveis a partir de indicadores de coberturas vacinais nos municípios brasileiros

Clasificación de riesgo de transmisión de enfermedades prevenibles a partir de indicadores de cobertura de vacunación en municipios

Rui Moreira Braz Carla Magda Allan S. Domingues Antônia Maria da Silva Teixeira Expedito José de Albuquerque Luna Sobre os autores

Resumo

OBJETIVO:

descrever a classificação de risco de doenças imunopreveníveis nos municípios brasileiros.

MÉTODOS:

estudo epidemiológico descritivo com dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) para 2014; os indicadores de coberturas vacinais foram utilizados para classificar o risco de transmissão de doenças imunopreveníveis nos municípios.

RESULTADOS:

dos 5.570 municípios brasileiros, 12,0% foram classificados como de risco muito baixo, 29,6% de risco baixo, 2,2% de risco médio, 54,3% de risco alto e 1,8% de risco muito alto.

Conclusão:

a vigilância das coberturas vacinais permitiu identificar a maioria dos municípios em situação de alto risco e a minoria das crianças vivendo em municípios com cobertura adequada; a vigilância das coberturas utilizando indicadores pactuados no Sistema Único de Saúde (SUS) oferece nova ferramenta para identificação de áreas prioritárias, onde as ações poderão ter maiores chances de acerto pelos gestores e melhorar a qualidade e o sucesso do PNI.

Palavras-chave:
Cobertura Vacinal; Vigilância; Monitoramento; Gerenciamento de Risco; Epidemiologia Descritiva

Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil SRTVN Quadra 701, Via W S Norte, Lote D, Edifícil P0700, CEP: 70719-040, +55 61 3315-3464, Fax: +55 61 3315-3464 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revista.svs@saude.gov.br