Tendência temporal da falta de acesso aos serviços de saúde no Brasil, 1998-2013

Tendencia temporal de la falta de acceso a los servicios de salud en Brasil, 1998-2013

Bruno Pereira Nunes Thaynã Ramos Flores Leila Posenato Garcia Alexandre Dias Porto Chiavegatto Filho Elaine Thumé Luiz Augusto Facchini Sobre os autores

Resumo

OBJETIVO:

analisar a tendência temporal da procura e da falta de acesso aos serviços de saúde no Brasil.

MÉTODOS:

trata-se de um painel de estudos transversais com dados das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (1998, 2003, 2008) e da Pesquisa Nacional de Saúde (2013) que estimou a prevalência da demanda e da falta de acesso nos quinze dias anteriores à entrevista; empregou-se regressão de Poisson para análise da tendência.

RESULTADOS:

a procura por serviços aumentou, de 13,0% (IC95% 12,3;13,7) em 1998 para 15,0% (IC95% 14,5;15,4) em 2013; a falta de acesso foi estável, equivalente a 3,7% (IC95% 3,2;4,2) em 1998 e 4,5% (IC95% 4,0;5,0) em 2013.

CONCLUSÃO:

o aumento na procura e a estabilidade na falta de acesso indicam avanços no desempenho do sistema público de saúde; esforços adicionais são necessários para garantir o acesso universal aos serviços de saúde no Brasil.

Palavras-chave:
Acesso aos Serviços de Saúde; Equidade no Acesso; Sistema Único de Saúde; Estudos de Séries Temporais; Brasil

Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil SRTVN Quadra 701, Via W S Norte, Lote D, Edifícil P0700, CEP: 70719-040, +55 61 3315-3464, Fax: +55 61 3315-3464 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revista.svs@saude.gov.br