Sofrimento e prazer no processo de formação de residentes multiprofissionais em saúde

Marcelo Nunes da Silva Fernandes Carmem Lúcia Colomé Beck Teresinha Heck Weiller Viviani Viero Paula Hubner Freitas Francine Cassol Prestes Sobre os autores

Objetivo:

Identificar as situações de prazer e sofrimento no processo de formação de residentes multiprofissionais em saúde.

Método:

Pesquisa qualitativa, realizada em um Programa de Residência Multiprofissional em Saúde de uma universidade do sul do Brasil. Os dados foram coletados em 2013, através de grupos focais com nove residentes, e analisados conforme a análise temática.

Resultados:

As situações de sofrimento foram estímulos negativos dos trabalhadores de saúde, dificuldades de participação em outras atividades de formação profissional, excesso de atividades que os residentes assumem como trabalhadores dos serviços de saúde, falta de reconhecimento e dificuldades de integração das áreas da Residência. As situações de prazer foram o desenvolvimento de atividades multiprofissionais e possibilidade de aprendizado dos residentes.

Conclusão:

As situações de prazer e de sofrimento identificadas podem auxiliar o planejamento de ações institucionais que contribuam para um processo de formação profissional que favoreça o aprendizado e o bem-estar dos residentes.

Enfermagem; Internato não médico; Saúde do trabalhador; Recursos humanos em saúde


Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Rua São Manoel, 963 -Campus da Saúde , 90.620-110 - Porto Alegre - RS - Brasil, Fone: (55 51) 3308-5242 / Fax: (55 51) 3308-5436 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: revista@enf.ufrgs.br