Estratégias defensivas no ambiente laboral da enfermagem nas instituições de longa permanência para idosos

Estrategias defensivas en el entorno de trabajo de la enfermería en cuidados en hogares para ancianos

Pâmela Patricia Mariano Lígia Carreira Sobre os autores

RESUMO

Objetivo

Descrever as estratégias defensivas utilizadas pelos trabalhadores de enfermagem das Instituições de Longa Permanência para Idosos perante o sofrimento laboral.

Metodologia

Pesquisa descritiva, exploratória e qualitativa, realizada com 27 trabalhadores de enfermagem de Instituição de Longa Permanência para Idosos, por meio de entrevistas entre abril e setembro de 2013. Utilizou-se a análise de conteúdo e a teoria Psicodinâmica do Trabalho para analisar os dados.

Resultados

As estratégias utilizadas foram considerar a morte do idoso como algo natural, perceber o óbito daquele em condição crítica como encerramento do sofrimento, compreender os comportamentos resistentes dos idosos como sintomas de doenças e da senilidade, limitar os problemas do trabalho na vida pessoal e restringir o envolvimento afetivo com os idosos.

Conclusão

Os profissionais de enfermagem indicaram desenvolver estratégias defensivas de âmbito individual que podem ser agrupadas entre medidas de proteção, adaptação e exploração para conviver com as situações geradoras de sofrimento laboral.

Enfermagem; Instituição de longa permanência para idosos; Saúde do trabalhador; Satisfação no emprego

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Rua São Manoel, 963 -Campus da Saúde , 90.620-110 - Porto Alegre - RS - Brasil, Fone: (55 51) 3308-5242 / Fax: (55 51) 3308-5436 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: revista@enf.ufrgs.br