Cargas de trabalho de catadoras de materiais recicláveis: proposta para o cuidado de enfermagem

Cargas de trabajo de recolectoras de materiales reciclables: propuesta para el cuidado de enfermería

Alexa Pupiara Flores Coelho Carmem Lúcia Colomé Beck Rosângela Marion da Silva Denise de Oliveira Vedootto Francine Cassol Prestes Sobre os autores

Resumo

OBJETIVOS

Descrever a percepção de catadoras de materiais recicláveis sobre as cargas de trabalho em seu cotidiano laboral; apresentar uma proposta de enfermagem em direção à minimização dos efeitos destas cargas sobre o bem-estar das catadoras.

MÉTODO

Estudo qualitativo, convergente-assistencial, com 11 catadoras de uma associação de reciclagem brasileira. A produção de dados envolveu observação participante, entrevistas semiestruturadas e grupos de convergência de abril a junho de 2015. A análise seguiu os passos: apreensão, síntese, teorização, transferência.

RESULTADOS

Cargas físicas foram associadas a ruídos, exposição a resíduo químico e biológico, sensação térmica desagradável, inundações, peso e movimentos repetitivos. Cargas psíquicas foram representadas pelas preocupações e desgaste emocional. A valorização da realidade das participantes e o diálogo foram fundamentais para deflagrar a ação assistencial.

CONCLUSÃO

As intensas cargas de trabalho repercutem em âmbito físico e psíquico; entretanto, é possível minimizá-las por meio de ações de enfermagem.

Palavras-chave:
Enfermagem; Saúde do trabalhador; Carga de trabalho; Catadores; Pesquisa qualitativa; Pesquisa participativa baseada na comunidade

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Rua São Manoel, 963 -Campus da Saúde , 90.620-110 - Porto Alegre - RS - Brasil, Fone: (55 51) 3308-5242 / Fax: (55 51) 3308-5436 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: revista@enf.ufrgs.br