Efeito de soluções desinfetantes acessíveis sobre Candida albicans aderida à resina acrílica usada em prótese dentária

Lina Naomi HASHIZUME Murilo Fernandes HOSCHARUK Maurício José Santos MOREIRA Sobre os autores

Objetivo:

Avaliar o efeito de diferentes soluções desinfetantes de baixo custo sobre Candida albicans (C. albicans) aderida a resina acrílica usada em prótese dentária.

Métodos:

Sessenta espécimes de resina acrílica foram divididos em 4 grupos experimentais de acordo com o agente desinfetante testado (clorexidina a 2%, hipoclorito de sódio a 1%, vinagre e peróxido de hidrogênio 10v) e 2 grupos controle. Cinquenta espécimes foram incubados com C. albicans e após imersos nas soluções desinfetantes ou salina (controle negativo). Espécimes sem contaminação constituíram o grupo controle positivo. Após os procedimentos de desinfecção, todos os espécimes foram imersos em um meio de cultura e incubados por 24 horas a 37°C. A turbidez do meio de cultura foi avaliada.

Resultados:

Os desinfetantes clorexidina a 2% e hipoclorito de sódio a 1% apresentaram a redução máxima de C. albicans. O vinagre mostrou efeito antifúngico intermediário e o peróxido de hidrogênio 10v apresentou o menor efeito dentre eles.

Conclusões:

Baseado nos resultados do presente estudo, clorexidina a 2% e hipoclorito de sódio a 1% são mais efetivas em reduzir C. albicans aderida à resina acrílica. Entretanto, o vinagre pode representar uma alternativa viável e de baixo custo para a desinfecção de próteses.

Candida albicans; Prótese dentária; Desinfecção


Faculdade São Leopoldo Mandic R. José Rocha Junqueira, 13, 13045-755 Campinas/SP Brasil, Tel.: (55 19) 3211-3689 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@revistargo.com.br