Accessibility / Report Error

Caracterização de mulheres vítimas de morte violenta na região metropolitana de uma cidade do Nordeste

Maria da Conceição Andrade de OLIVEIRA Elvio Luís Ramos VIEIRA Marcel Rolland Ciro da PENHA Eduardo Henriques de MELO Arnaldo de França CALDAS JUNIORSobre os autores

Objetivo:

Analisar a frequência, a localização topográfica corporal e o instrumento utilizado em mulheres com morte violenta na cidade de Recife e Região Metropolitana nos anos de 2000 a 2009.

Métodos:

A coleta de dados foi realizada no Instituto de Medicina Legal Antonio Persivo Cunha, Pernambuco entre março a outubro de 2010. Por meio de um estudo, de série temporal foram selecionados os Laudos necroscópicos, realizados entre os anos de 2000 a 2009 em mulheres residentes na Região Metropolitana do Recife, Pernambuco. Foram analisados a frequência dos óbitos, o tipo de instrumento utilizado e a localização topográfica da lesão. Na análise estatística utilizou-se o Qui-quadrado de Pearson ou Exato de Fisher, a um nível de significância de 5%.

Resultados:

A distribuição de frequência mostrou que o homicídio foi a 1ª razão e representou 36,2% da mortalidade total. Os acidentes representaram a segunda causa mais frequente com 30,2% seguida dos suicídios 5,7%. Em relação à localização topográfica corporal os politraumatismos apresentaram 29,1% de ocorrência seguido do complexo crânio-facial com 26,3%. Dentro do complexo crânio-facial a cabeça foi a mais atingida com 27,4%. A face apresentou 4,2% dos casos. O tipo de instrumento mais utilizado foi o contudente com 36%, seguido pelo perfuro-contundente com 27%.

Conclusão:

Os homicídios demonstram a magnitude das causas externas como causa de morte prematura entre as mulheres. A região da cabeça e pescoço esta intimamente ligada aos casos de violência contra a mulher.

Saúde pública; Violência; Violência contra a mulher


Faculdade São Leopoldo Mandic R. José Rocha Junqueira, 13, 13045-755 Campinas/SP Brasil, Tel.: (55 19) 3211-3689 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@revistargo.com.br