Enterocolite necrosante: resposta imflamatória x corticoterapia pré-natal

A enterocolite necrosante é a mais freqüente patologia gastrointestinal adquirida no período neonatal, acometendo preferencialmente o recém-nascido prematuro. Estudos experimentais sugerem que a corticoterapia pré-natal acelera a maturação da mucosa gastrintestinal, levando a diminuição da incidência desta doença. Os autores apresentam uma revisão da literatura em relação aos principais fatores fisiopatológicos associados a enterocolite necrosante, tais como mediadores inflamatórios gastrintestinais, nutrição enteral e colonização bacteriana e imaturidade gastrintestinal e enfatizam a necessidade de mais estudos que avaliem a influencia da corticoterapia pré-natal com fator de prevenção da enterocolite necrosante.

Enterocolite necrosante; Recém-nascido; Prematuridade; Corticoterapia; Fisiopatologia


Faculdade de Medicina / Universidade de São Paulo - FM/USP Av. Ovídio Pires de Campos, 225 - 3 and., 05403-010 São Paulo SP - Brazil, Tel.: (55 11) 3069-6235 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista.hc@hcnet.usp.br