Accessibility / Report Error

Vozes periféricas: expansão, imersão e diálogo na obra dos Racionais MC's

Peripherical Voices: Expansion, Immersion and Dialogue in the Racionais MC's Work

Leandro Silva de Oliveira Marcelo Segreto Nara Lya Simões Caetano Cabral Sobre os autores

O artigo apresenta uma reflexão sobre a obra do grupo de rap paulistano Racionais MC's, ressaltando momentos de interlocução entre seus dois últimos álbuns de estúdio: Sobrevivendo no inferno, de 1997, e Nada como um dia após o outro, de 2002. Verificamos nesse percurso discursivo a presença de vozes que se entrelaçam e apontam para um discurso coletivizado, buscando a identificação da periferia com a retórica do grupo, mas que apontam também para uma imersão na subjetividade, para a problematização do próprio discurso, atuando como uma forma de depuração da experiência social na favela. Propomos, ainda, que Sobrevivendo no inferno compreende um momento de inflexão no pensamento do quarteto. Desse modo, temas e perspectivas presentes, ainda que embrionariamente, no primeiro álbum analisado, apontam para os dramas que ganham corpo no segundo.

Rap; periferia; diálogo; coletivização; discurso


Instituto de Estudos Brasileiros Espaço Brasiliana, Av. Prof. Luciano Gualberto, 78 - Cidade Universitária, 05508-010 São Paulo/SP Brasil, Tel. (55 11) 3091-1149 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaieb@usp.br