Estudo experimental sobre possível atividade da violeta de genciana na profilaxia da transmissão da toxoplasmose por transfusão de sangue

Experimental study on the possible profilatic action of the gentian's violet in the toxoplasma transmission through blood transfusion

Resumos

Devido a evidências sugestivas da possibilidade de transmissão da toxoplasmose por transfusão de sangue, os autores se propuseram avaliar o papel preventivo da violeta de genciana, à semelhança do que já é estabelecido para a doença de Chagas. O experimento em camundongos revelou a ação profilática da violeta de genciana quando adicionado ao sangue a ser transfundido na concentração de 1/1000 e permanência por 48 horas na geladeira.


The Authors proposed a study for the evaluation of the prevention of toxoplasmose transmission through blood transfusion by the gentian's violet as has been made for Chagas's Disease. Experiments with mice showed that the gentian's violet added to the blood in the concentration of 1/1000 keeped in refrigerator for 48h prevents the transmission.


ARTIGOS ORIGINAIS

Estudo experimental sobre possível atividade da violeta de genciana na profilaxia da transmissão da toxoplasmose por transfusão de sangue

Experimental study on the possible profilatic action of the gentian's violet in the toxoplasma transmission through blood transfusion

Pedro Luiz Silva PintoI; Vicente Amato NetoII; Maria Irma Seixas DuarteIII; José Xavier CotrimIV; Antonio Augusto Baillot MoreiraV; Eunice José de Sant'anaI; Rubens CamposVI;

IBiomédico. Membro do Laboratório de Investigação Médica — Parasitologia. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Laboratório de Investigação Médica - Parasitologia

IIProfessor-titular de Clínica de Doenças Infecciosas e Parasitárias, da Faculdade de Medicina. Chefe do Laboratório de Investigação Médica — Parasitologia. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Laboratório de Investigação Médica - Parasitologia

IIIProfessora-assistente-doutora de Patologia, da Faculdade de Medicina. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Laboratório de Investigação Médica - Parasitologia

IVTécnico de Laboratório, pela Faculdade de Medicina. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Laboratório de Investigação Médica - Parasitologia

VProfessor-assistente-doutor de Clínica de Doenças Infecciosas e Parasitárias, da Faculdade de Medicina. Membro do Laboratório de Investigação Médica — Parasitologia. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Laboratório de Investigação Médica - Parasitologia

VIProfessor-titular de Parasitologia, do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo. Membro do Laboratório de Investigação Médica — Parasitologia

RESUMO

Devido a evidências sugestivas da possibilidade de transmissão da toxoplasmose por transfusão de sangue, os autores se propuseram avaliar o papel preventivo da violeta de genciana, à semelhança do que já é estabelecido para a doença de Chagas. O experimento em camundongos revelou a ação profilática da violeta de genciana quando adicionado ao sangue a ser transfundido na concentração de 1/1000 e permanência por 48 horas na geladeira.

SUMMARY

The Authors proposed a study for the evaluation of the prevention of toxoplasmose transmission through blood transfusion by the gentian's violet as has been made for Chagas's Disease. Experiments with mice showed that the gentian's violet added to the blood in the concentration of 1/1000 keeped in refrigerator for 48h prevents the transmission.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação em 14/11/1984.

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Laboratório de Investigação Médica — Parasitologia

  • 1. AMATO NETO, V.; CAMPOS, R.; DARUZZI, R. G. & DUARTE, M. I. S. Toxoplasmose. São Paulo, Sarvier S/A Editora de Livros Médicos, 1982.
  • 2. AMATO NETO, V.; COTRIM, J. X.; LAUS. W. C. & GOMES, M. C. O. Nota sobre o encontro de Toxoplasma gondii em sangue destinado a transfusão. Rev. Inst. Med. trop. São Paulo 5: 68-69, 1963.
  • 3. HULDT, G. Experimental toxoplasmosis. Parassitemia in guinea pigs. Acta Pathol. Microbiol. Scand. 58: 457, 1963.
  • 4. JANITSCHKE, K.; WERNER, H. & HASSE, W. -Untersuchungen uber die möglichekeit der ubertragung von toxoplasmen durch bluttransfusionen. Blut 29: 407. 1974.
  • 5. KIMBALL, A. C; KEAN, B. H. & PUCHS, F. Toxoplasmosis: risk variations in New York City obstetric patients. Am. J. Obstet. Gynecol. 119: 208-214, 1974
  • 6. KUNERT, H.; ALEXANDER, M. & THOMASCHEK, G. Über Anzüchtungen von Toxoplasma gondii aus denm blut von Toxoplasmose-patienten. Zbl. Bakt. 208: 110 1968.
  • 7. MILLER, M. J.; ARONSON, W. & REMINGTON, J. S. Late parasitemia in asymptomatic acquired toxoplasmosis. Ann. Intern. Med. 71: 139, 1969.
  • 8. NUSSENZWEIG, V.; NUSSENZWEIG, R. S.; FREITAS, J. L. P.; AMATO NETO, V.; BIANCALANA, A. & KLOETZEL, J. Ação de agentes físicos e químicos sobre o Trypanosoma cruzi "in vitro". Hospital (Rio) 45: 589-599, 1954.
  • 9. PRIOR, J. A.; COLE, C. R.; DOCTON, F. L.; SASLAW, S. & CHAMBERLAIN, D. M. Toxoplasmosis, IV. Report of three cases with particular reference to asymptomatic Toxoplasma parasitemia in a young woman. Arch. Intern. Med. 92: 314, 1953.
  • 10. RÄISÄNEN, S. Toxoplasmosis transmitted by blood transfusions. Transfusion 18: 329-332, 1978.
  • 11. ROTH, J. A.; SIEGEL, S. E.; LEVINE, A. S. & BERARD, C. W. Fatal recurrent toxoplasmosis in a patient initially infected via a leukocyte transfusion. Am. J. Clin. Pathol. 56: 601, 1971.
  • 12. SIEGEL, S. E.; LUNDE, M. N.; GELDERMAN, A. H.; HALTERMAN, R. H.; EROWN, J. A.; LEVINE, A. S. & GRAW, R. G. Transmission of toxoplasmosis by leukocyte transfusion. Blood 37: 388, 1971.
  • 13. SILVA, L. H. P. & CAMARGO, E. P. Ação de alguns análogos de purina, em particular o aminonucleosídeo da estilomicina, sobre a toxoplasmose experimental do camundongo. Rev. Inst. Med. trop. São Paulo 3: 121-126, 1961.
  • 14. TALICE, R. V.; GURRI, J.; ROYOL, J. & PREZ-MOREIRA, L. Investigaciones sobre la toxoplasmosis en el Uruguay. Sobrevida de Toxoplasma gondii en sangre humana "in vitro". Ann. Fac. Med. Montey 42: 143, 1957.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    26 Out 2012
  • Data do Fascículo
    Abr 1985

Histórico

  • Recebido
    14 Nov 1984
Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br