Relative Frequency of Nosocomial Microorganisms at Unicamp University Hospital from 1987 to 1994

Antonia Teresinha TRESOLDI Maria Luíza Moretti BRANCHINI Djalma de Carvalho MOREIRA FILHO Maria Clara PADOVEZE Sonia P. Evangelista DANTAS Luciene REGINATO Angela von NOWAKONSKI Ulysses Moraes de OLIVEIRA Plínio TRABASSO

Analisa-se a freqüência relativa dos microrganismos isolados das infecções hospitalares no Hospital das Clínicas da Unicamp no período de 1987 a 1994. O microrganismo mais freqüente foi o S. aureus (20,9%), presente nas infecções da ferida cirúrgica, nas infecções da corrente sangüínea e nas artério-venosas. Nas infecções do trato urinário predominaram os bacilos Gram negativos (56,5%) e as leveduras (9%). Foi observado aumento da freqüência de isolados de Acinetobacter baumannii nos últimos três anos. Dentre os microrganismos isolados das infecções da corrente sangüínea, houve aumento gradual na freqüência de Staphylococcus coagulase negativo e A. baumannii, mas não houve alteração na ocorrência de Candida sp


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br