Imunoperoxidase para detecção de anticorpos em líquido cefalorraquiano na neurocisticercose: emprego de partículas de Cysticercus cellulosae e Cysticercus longicollis fixadas a lâminas de microscopia

A cepa ORF de Cysticercus longicollis (Cl) representa importante modelo para estudo de antígenos heterólogos no imunodiagnóstico da neurocisticercose (NC). Foi padronizada a técnica de imunoperoxidase (IP) empregando suspensão antigênica particulada. Amostras de líquido cefalorraquiano (LCR) foram incubadas sobre o antígeno fixado em lâminas de microscopia, o conjugado empregado foi anti-IgG-Peroxidase, a reação enzimática iniciou-se ao cobrirem-se as lâminas com solução cromógena (Diaminobenzidina/H2O2). Após lavagens em água destilada, a lâmina foi corada com verde malaquita a 2% em água. De 21 LCR de pacientes com NC, 19 (90,5%) foram reativos e 8 (100%) LCR do grupo controle foram não reativos. Os resultados do teste IP-Cl ensaiando 127 LCR dc pacientes com suspeita de NC mostrou 89,7% de concordância com o teste ELISA empregando extrato salino de Cysticercus cellulosae (Cc) e 94,2% de concordância com o teste IP-Cc.

Immunoperoxidase; Neurocysticercosis; Cysticercus cellulosae; Cysticercus longicollis; Cerebrospinal fluid


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br