Megaíleo chagásico: Descrição de um caso

Maricéa Rychuv Santos Carlos Walter Sobrado Jr Aderson O. M. C. Damião Joaquim José Gama-Rodrigues Kiyoshi K. Irya Henrique Walter Pinotti Agostinho Bettarello Joaquim Prado P. de Moraes-Filho

Resumos

É apresentado um caso de megaíleo de natureza chagásica. O paciente, portador da Doença de Chagas, branco com 41 anos, apresentava história de 3 anos de episódios de eólicas abdominais, distensão e diarréia, que foram se tornando mais intensas e mais freqüentes. Fora das crises, apresentava-se assintomático. O diagnóstico de megaíleo foi estabelecido por meio do estudo radiológico contrastado do intestino delgado. O estudo histológico realizado em fragmento obtido à intervenção cirúrgica mostrou diminuição do número de células ganglionares dos plexos mientéricos.

Megaíleo chagásico; Enteropatia chagásica; Visceromegalia chagásica; Tripanosomíase sul americana; Doença de Chagas


A patient with Chagas' Disease and mega-ileum is described. White, 41 years old, he presented a story of 3 years duration of crises of intestinal cramps, followed by abdominal distension and diarrhea. Between the crises, which became more intensive and more frequent, the patient did not present any complaint. The diagnosis of mega-ileum was made by small bowel radiological study. At histology of a biopsy fragment obtained during laparotomy, the denervation of mienteric plexus was confirmed.

Megaíleo chagásico; Enteropatia chagásica; Visceromegalia chagásica; Tripanosomíase sul americana; Doença de Chagas


REGISTRO DE CASO

Megaíleo chagásico. Descrição de um caso

Chagasic megaileum. Case report

Maricéa Rychuv Santos; Carlos Walter Sobrado Jr.; Aderson O. M. C. Damião; Joaquim José Gama-Rodrigues; Kiyoshi K. Irya; Henrique Walter Pinotti; Agostinho Bettarello; Joaquim Prado P. de Moraes-Filho

Endereço para correspondência

RESUMO

É apresentado um caso de megaíleo de natureza chagásica. O paciente, portador da Doença de Chagas, branco com 41 anos, apresentava história de 3 anos de episódios de eólicas abdominais, distensão e diarréia, que foram se tornando mais intensas e mais freqüentes. Fora das crises, apresentava-se assintomático.

O diagnóstico de megaíleo foi estabelecido por meio do estudo radiológico contrastado do intestino delgado. O estudo histológico realizado em fragmento obtido à intervenção cirúrgica mostrou diminuição do número de células ganglionares dos plexos mientéricos.

Unitermos: Megaíleo chagásico; Enteropatia chagásica; Visceromegalia chagásica; Tripanosomíase sul americana; Doença de Chagas

SUMMARY

A patient with Chagas' Disease and mega-ileum is described. White, 41 years old, he presented a story of 3 years duration of crises of intestinal cramps, followed by abdominal distension and diarrhea. Between the crises, which became more intensive and more frequent, the patient did not present any complaint.

The diagnosis of mega-ileum was made by small bowel radiological study. At histology of a biopsy fragment obtained during laparotomy, the denervation of mienteric plexus was confirmed.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação em 24/2/1988.

Trabalho realizado no Departamento de Gastroenterologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.

  • 1. ALCANTARA, F. G. & COSTA, R. B. - Jejunopatia chagásica. rev. bras. Med., 23: 316-317, 1966.
  • 2. BETTARELLO, A.; PINOTTI, H. W. & HABR-GAMA, A. -  Fisiopatologia da atividade motora do tubo digestivo em pacientes com doença de Chagas. In: RAIA, A. - Manifestações digestivas da moléstia de Chagas. São Paulo, Sarvier, 1983. p. 85-90.
  • 3. CORRÊA NETTO, A. - Alterações cinéticas do tubo digestivo conseqüentes a lesões do seu sistema nervoso autônomo. In: ZERBINI, E. J. - Clínica Cirúrgica Alípio Corrêa Netto. São Paulo, Sarvier, 1974. v.4. p. 218-221.
  • 4. COSTA, R. B. & ALCANTARA, F. G. - Plexos submucoso e mioentérico do íleo humano na moléstia de Chagas. rev. bras. Med., 23: 399-400, 1966.
  • 5. FONSECA, L. C. - Alguns aspectos clínico-radiológicos do intestino delgado e do cólon na acalásia. Arq. Hosp. S. Casa S. Paulo, 1: 63-91, 1955.
  • 6 KÖBERLE, F. - Patologia y anatomia patologica de la enfermedad de Chagas. Bol. Ofic. sanit. panamer., 51: 404-428, 1961.
  • 7. MACHADO, W. M. - Flora jejunal em pacientes com megaesôfago chagásico. São Paulo, 1986 (Tese de doutoramento - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).
  • 8. OKUMURA, M. & CORRÊA NETO, A. - Patogenia da doença de Chagas. rev. goiana Med., 28: 77-96, 1982.
  • 9. RAIA, A.; ACQUARONI, D. & CORREA NETO, A. - Pathogenesis and treatment of acquired megaduodenum. Amer. J. dig. Dis., 6: 757-771, 1961.
  • 10. RAIA, A. & CORREA NETO, A. - Contribuição ao estudo da etiopatogenia do megaduodeno. rev. goiana Med., 7: 1-61, 1961.
  • 11. REZENDE, J. M. - Manifestações digestivas da doença de Chagas. In: BRENER, Z. & ANDRADE, Z., ed. - Trypanosoma cruzi e doença de Chagas. Rio de Janeiro, Guanabara-Koogan, 1979. p. 312-361.
  • 12. SCHUFFLER, M. R.; ROHAMANN, C. A.; CHAFFEE, R. G.; BRAND, D. L.; DELANEX, J. N. & YOUNG, J. H. -  Chronic intestinal pseudo obstruction: a report of 27 cases and review of the literature. Medicine (Baltimore), 60: 173-196, 1981.
  • 13. SILVA, A. L. & SANTOS, M. M. P. - Megaduodeno. rev. goiana Med., 23: 81-83, 1977.
  • 14. ZANOTTO, A. & OKUMURA, M. - Alterações da motricidade do íleo isolado do camundongo chagásico. rev Inst. Med. trop. S. Paulo, 9: 98-106, 1967.

  • Endereço para correspondência:
    Prof. Joaquim Prado P. de Moraes Filho
    Departamento de Gastroenterologia Sala 6089
    Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
    Av. Dr. Eneas C. Aguiar, 255
    CEP 05403 São Paulo, SP, Brasil

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    10 Mar 2011
  • Data do Fascículo
    Ago 1988

Histórico

  • Recebido
    24 Fev 1988
Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br