Accessibility / Report Error

Agentes bacterianos isolados de líquido cefalorraquidiano de pacientes com Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (SIDA) e complicações neurológicas

Amostras de líquido cefalorraquidiano (LCR) de 2083 pacientes com Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (SIDA) e complicações neurológicas foram examinados durante um período de 7 anos (1984-1990). A porcentagem de pacientes que tiveram pelo menos um agente bacteriano cultivado do LCR foi de 6,2%. Mycobacterium tuberculosis foi o mais frequentemente isolado (4,3%), seguido do complexo Mycobacterium avium ou MAC (0,7%), de Pseudomonas spp (0,5%), Enterobacter spp (0,4%), e Staphylococcus aureus (0,3%). Entre 130 pacientes com cultura positiva, de 89 (68,5%) foi isolado M. tuberculosis e de 15 (11,6%) MAC. A frequência de isolamentos bacterianos aumentou de 1988 (5,2%) a 1990 (7,2%), particularmente devido ao maior isolamento de MAC. Os agentes bacterianos foram mais frequentemente isolados de pacientes na faixa etária de 21-30 anos e de mulheres (p<0.05).


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br