Infecção experimental de camundongos Swiss e AKR/J por Centrocestus formosanus (Trematoda: Heterophyidae)

Vitor Luís Tenório Mati Hudson Alves Pinto Alan Lane de Melo

Com o objetivo de melhor conhecer a biologia de Centrocestus formosanus em um modelo de hospedeiro definitivo, camundongos das linhagens Swiss e AKR/J foram experimentalmente infectados com 100 metacercárias do parasito. Quatorze dias após a infecção, os roedores foram mortos e os trematódeos adultos recuperados do intestino delgado. O percentual de recuperação do parasito de camundongos AKR/J (11,4%) foi significativamente maior que o obtido de camundongos Swiss (5,3%). Além disso, trematódeos recuperados da linhagem AKR/J apresentavamse mais desenvolvidos e apresentaram maior fecundidade. Peculiaridades relacionadas ao sistema imunológico dos camundongos podem explicar as diferenças observadas na suscetibilidade e no desenvolvimento dos vermes no presente estudo. Os dados obtidos confirmam que camundongos são suscetíveis à infecção pelo C. formosanus e indicam que a linhagem AKR/J proporciona um ambiente mais favorável para o desenvolvimento do parasito.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br