Primeiro caso de meningite eosinofílica diagnosticado na cidade de São Paulo, SP, Brasil

Maria Cristina Carvalho do Espírito-Santo Pedro Luiz Silva Pinto Dan Jesse Gonçalves da Mota Ronaldo César Borges Gryschek Sobre os autores

Introdução:Angiostrongylus cantonensis é um parasito natural das artérias de pulmões de ratos, que pode causar, em humanos, meningite eosinofílica. Objetivo: Relatar o primeiro caso de meningite eosinofílica causado por A. cantonensis na cidade de São Paulo, Brasil. Relato de caso: Paciente do sexo masculino, 11 anos, residente na zona sul de São Paulo, foi admitido no serviço de emergência pediátrica com história de cefaléia há três dias, sem febre ou outras queixas. Relato de presença de moluscos e roedores no peridomicílio. Ao exame físico, criança desperta acianótica, anictérica, hidratada; lúcido, orientado; força muscular preservada, isocórica, pupilas fotorreagentes e rigidez de nuca terminal - Glasgow Coma Scale = 15. Exames laboratoriais indicaram leve leucocitose com 1736 eosinófilos/mm3 e a análise do líquor revelou a presença de 160 leucócitos/mm3 com 36% de eosinófilos. Cultura para bactérias negativa. Tomografia cerebral sem alterações. Pesquisa direta de larvas e de DNA por PCR-RT para Angiostrongylus cantonensis foi negativa. ELISA para anticorpos IgG anti-A. cantonensis negativo no soro e indeterminado no líquor nas amostras coletadas após cinco dias do início dos sintomas. Soroconversão observada na amostra coletada após 135 dias. Conclusão: A história epidemiológica, dados clínicos, alterações liquóricas com presença de eosinofilia e a soroconversão sugerem fortemente o diagnóstico de meningite eosinofílica por A. cantonensis.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br