Estudo duplo cego com Isoconazol e Terbinafina tópicos no tratamento de um paciente com Tinea nigra plantaris bilateral e sugestões para novos diagnósticos diferenciais

André Luiz Rossetto Rosana Cé Bella Cruz Vidal Haddad JuniorSobre os autores

Os autores relatam um caso de Tinea nigra plantaris bilateral tratado através de um estudo duplo cego com os antifúngicos tópicos isoconazol e terbinafina. O objetivo do estudo foi comparar clinicamente a eficácia entre esses dois antifúngicos tópicos aos dias 10, 20 e 30 do tratamento, sendo que não foram observadas diferenças clínicas significativas, uma vez que todas as lesões plantares regrediram completamente no final do tratamento. Nossa conclusão foi que os antifúngicos tópicos isoconazol e terbinafina demonstraram a mesma eficácia na cura clínica do caso relatado. Adicionalmente, é sugerida a inclusão dos acidentes causados por artrópodos da Classe Diplopoda no diagnóstico diferencial com a Tinea nigra plantaris devido a hiperpigmentação acral persistente.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br