Estudos sorológicos e parasitológicos na amebíase e em outras infecções parasito-intestinais no setor rural dos arredores de Recife, nordeste do Brasil

José Felipe Gonçalves Masanobu Tanabe Francisco de Paula de Melo Medeiros Fernando José Gonçalves Ivanize da Silva Aca Severa Regina Nunes da Motta Seiki Tateno Tsutomu Takeuchi Sobre os autores

Foram realizados exames parasitológicos em 485 habitantes de quatro vilarejos da cidade de São Lourenço da Mata, distante 25 km à noroeste de Recife-PE, Brasil, no período de julho à dezembro de 1989. Aproximadamente 99,6% dos examinados mostraram-se infectados com pelo menos uma espécie de parasita intestinal. Observou-se ainda uma alta prevalência de Schistosoma mansoni (82,1%), ancilostomídeos (80,2%), Trichuris trichiura (69,9%), Ascaris lumbricoides (61,9%) e Entamoeba coli (36,7%). A cultura de larvas de ancilostomídeos nas fezes - método de Harada - revelou que Necator americanus (84,4%) é a espécie mais comum nesta região seguida pelo Strongyloides stercoralis (5,8%). Foram ainda realizados testes sorológicos - imunodifusão em gel (GDP) e enzima imunoensaio (ELISA) - em 334 soros, para o diagnóstico de amebíase, todavia apenas 24 (7,2%) dos soros apresentaram positividade no teste de ELISA e nenhuma positividade foi encontrada nos mesmos soros testados pelo GDP.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br