ECTOPIC CUTANEOUS SCHISTOSOMIASIS: REPORT OF TWO CASES AND A REVIEW OF THE LITERATURE

Dois casos de esquistossomose cutânea ectópica são relatados. Ambos os pacientes apresentavam lesões papulares no abdômen que, ao exame histopatológico, mostraram presença de granulomas contendo ovos de Schistosoma mansoni. Vinte e cinco casos de esquistossomose cutânea ectópica foram encontrados descritos na literatura. A maioria dos pacientes era do sexo feminino, com idade média de 24,9 anos e predominância da raça branca. A localização mais comum foi o tórax anterior e abdômen. Freqüentemente, as lesões eram assintomáticas. Em alguns casos, no entanto, coexistiam alterações sistêmicas graves, relacionadas ao parasito, como mielite transversa e a forma aguda toxêmica da doença. Na maior parte dos casos, a infecção intestinal não pôde ser demonstrada. O reconhecimento destas lesões cutâneas pode ser importante por proporcionar oportunidade para um diagnostico etiológico nestes casos.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br