A história e suas epidemias: a convivência do homem com os microrganismos

BOOK REVIEW* * This thesis is available at the Library of the Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

UJVARI, Stefan Cunha – A história e suas epidemias. A convivência do homem com os microrganismos. Rio de Janeiro, Senac Rio; São Paulo, Senac São Paulo, 2003. 311p. ilus. ISBN 85-87864-30-0

A HISTÓRIA E SUAS EPIDEMIAS é co-edição das Editoras Senac São Paulo e Senac Rio. Trata-se de um fiel relato de como a espécie humana resistiu aos ataques dos microorganismos que habitam o planeta há quatro bilhões de anos.

Cartas contaminadas com o vírus antraz deixaram os americanos em pânico no primeiro ano do século XXI, a doença da vaca louca atingiu os homens na década de 90, o vírus Ebola ainda é uma ameaça desde que surgiu na África em surtos devastadores. Há ainda a recentemente descoberta pneumonia asiática e o retorno da dengue, que volta a assustar os brasileiros. Doenças como essas são debatidas no livro A História e Suas Epidemias, lançado pelas Editoras Senac São Paulo e Senac Rio, de Stefan Cunha Ujvari, que expõe de forma clara, concisa e fascinante como uma doença infecciosa que começa a se manifestar em meia dúzia de pessoas pode provocar milhares de mortes.

Com apresentação de Moacyr Scliar e prefácio de Drauzio Varella, dois renomados médicos e escritores preocupados com a saúde pública, o livro demonstra as razões pelas quais as epidemias desaparecem em determinado momento, por que vão embora quando existem milhares de infectados e até onde se escondem os agentes infecciosos entre um surto e outro. Ujvari apresenta um histórico da vida das sociedades no momento em que surge cada uma das epidemias que descreve, trazendo detalhes fundamentais para esclarecer que a transmissão de doenças infecciosas está longe de ser consequência de maldições divinas, como supunham nossos ancestrais.

Segundo o autor, a disseminação das doenças é favorecida por uma série de fatores, como a criação de uma nova rota de comércio, a abertura de uma estrada, o aparecimento dos conglomerados urbanos, a falta de saneamento, o surgimento da agricultura e as migrações e movimentações em busca de novos conhecimentos. O livro surpreende ao demonstrar como o homem é responsável pelo surgimento e disseminação de agentes infecciosos. A leitura deste título é fundamental para médicos, enfermeiros, estudantes de medicina, profissionais da área, sociólogos, historiadores, assistentes sociais, administradores públicos e leitores em geral ávidos por conhecer outro capítulo da história da humanidade.

Stefan Cunha Ujvari é médico infectologista do corpo clínico do Hospital Carlos Chagas, desde 1994 e do Hospital Oswaldo Cruz, desde 1997. Nascido em São Paulo, é graduado pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo, onde obteve também o título de especialista em doenças infecciosas e parasitárias e realizou o curso de pós-graduação em Infectologia. Ujvari ministrou aulas sobre o tema deste livro no Hospital Oswaldo Cruz, no Hospital Sírio Libanês, na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e na Escola Paulista de Medicina.

Stefan Cunha Ujvari

stefan_cunha@uol.com.br

In Press Porter Novelli

55.11.3030-1546/55.11.3030-1830

Fax: 55.11.3034-4858

andrea.blum@inpresspni.com.br

  • *
    This thesis is available at the Library of the Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
  • * This thesis is available at the Library of the Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

    Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      17 Set 2003
    • Data do Fascículo
      Ago 2003
    Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
    E-mail: revimtsp@usp.br