Accessibility / Report Error

Leishmaniose visceral canina em Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro, Brasil: avaliação dos fatores de risco

Maria Alice A. Cabrera Adelzon A. Paula Luis Antonio B. Camacho Mauro Célio A. Marzochi Samanta C. Xavier Alba Valéria M. da Silva Ana Maria Jansen Sobre os autores

Barra de Guaratiba é uma região litorânea da cidade do Rio de Janeiro onde a leishmaniose visceral americana é endêmica. Apesar das medidas de controle aplicadas nessa localidade, incluindo sacrifício de cães e borrifação de inseticidas, a soroprevalência canina está estimada em 25% e durante 1995 e 1997, 8 casos humanos autóctones foram notificados. Para avaliar fatores de risco relacionados com o aumento da infecção por Leishmania (Leishmania) chagasi em cães, nós examinamos 365 cães utilizando a técnica de Imunofluorescência Indireta (IFAT) e capturamos flebótomos em ambientes doméstico e peridoméstico. Algumas variáveis relacionadas à infecção foram avaliadas por análise uni e multivariada. A distância da residência a borda da floresta, sua altitude e presença do gambá Didelphis marsupialis no quintal, foram considerados fatores preditores da infecção por Leishmania (Leishmania) chagasiem cães de Barra de Guaratiba. A presença de Lutzomyia longipalpis em ambiente peridoméstico indica a possibilidade de ocorrência de novos casos humanos. Nossos dados também sugerem a presença de um ciclo enzoótico nessa localidade.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br