Procedimento adequado para a sorologia da toxoplasmose utilizando um teste de hemaglutinação capaz de detectar anticorpos IgG e IgM

Avaliou-se o teste de hemaglutinação Hematoxo® , associado ou não à prévia remoção de IgG do soro pela Proteína A, como procedimento de rotina para o diagnóstico sorológico da toxoplasmose. A capacidade diagnóstica do teste foi investigada em soros já classificados por uma bateria de testes, de imunofluorescência, hemaglutinação e imunoenzimático de captura de IgM, segundo os diferentes perfis sorológicos observados na toxoplasmose. Revelando desde 5 U.I. de anticorpos IgG por mililitro de soro, Hematoxo® evidenciou estreita concordância quanto à reatividade e não reatividade em 443 soros não reagentes e 387 soros reagentes. De 23 casos de toxoplasmose aguda com perfil I, o teste de hemaglutinação detectou anticorpos IgM em 18, pela negativação ou queda significativa de títulos após tratamento das amostras com 2-mercapto-etanol. Porém, obteve-se nítido aumento da sensibilidade do teste Hematoxo® para anticorpos IgM removendo-se IgG das amostras. Para esse fim reconstituiu-se uma suspensão liofilizada de estafilococos produtores de Proteína A com a diluição do soro, que depois de centrifugada era utilizada no teste. Desse modo, Hematoxo® , como teste qualitativo, mostrou-se adequado para a identificação de reatores e não reatores, por exemplo, na triagem de gestantes de risco. Como teste quantitativo, permitiu o diagnóstico das várias fases sorológicas da toxoplasmose, pela titulação de anticorpos IgG e pela evidenciação de anticorpos IgM. De realização simples e baixo custo, Hematoxo® mostra-se um teste adequado para a rotina diagnóstica.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br