Accessibility / Report Error

Aspectos clínicos e laboratoriais da toxocaríase visceral na infância

Quarenta crianças portadoras de Toxocaríase Visceral foram avaliadas, prospectivamente, de fevereiro de 1982 a junho de 1989. O diagnóstico foi estabelecido através de avaliações clínicas, laboratoriais e sorológicas (ELISA -Antígeno ES de Toxocara canis). Em nossos pacientes encontramos grande polimorfismo clínico, desde quadros inespecíficos ou assintomáticos até sintomatologia exuberante, sendo as manifestações pulmonares as mais frequentes. Os achados laboratoriais foram: leucocitose, eosinofilia, elevação dos níveis de gamaglobulina e dos títulos de isohemaglutininas séricas. Não encontramos relação significante entre os achados clínicos e os parâmetros laboratoriais, incluindo a sorologia, apesar desta ser um teste de grande auxílio diagnóstico. Nossos achados, especialmente a alta incidência de manifestações pulmonares, sugerem que a Toxocaríase Visceral deve ser incluida no diagnóstico diferencial de crianças que apresentam manifestações pulmonares, dados epidemiológicos característicos e eosinofilia associada.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br