O papel da enfermagem no controle da tuberculose: uma discussão sob a perspectiva da equidade

Flor Yesenia Musayón Oblitas Natalie Loncharich María Esther Salazar Helena Maria Leal David Inés Silva Doris Velásquez Sobre os autores

O objetivo do presente artigo foi analisar o papel do profissional da enfermagem no controle da tuberculose, sob a perspectiva da equidade, no âmbito dos países da América Latina. A tuberculose está frequentemente associada à pobreza, mas muitos outros determinantes contribuem de modo importante para sua prevalência. Os países sul-americanos lutam contra essa enfermidade e a enfermagem possui papel de protagonista no controle desse problema, reivindicando intervenções integrais, voltadas para as diferentes esferas: individual, familiar e social. A intervenção da enfermagem é enfocada desde o desenho das políticas públicas, com base em estudos epidemiológicos, mediante a implementação de programas multissetoriais, até a assistência direta e a educação dos usuários no plano operativo. Diferentes instituições profissionais da enfermagem podem desenvolver atuação decisiva para a abordagem integral do problema, no âmbito nacional e internacional, devendo, para isso, estabelecer redes de apoio integradas às dimensões educativas, social, técnica e política.

Tuberculose; Inequidade Social; Enfermagem


Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Av. Bandeirantes, 3900, 14040-902 Ribeirão Preto SP Brazil, Tel.: +55 (16) 3315-3451 / 3315-4407 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: rlae@eerp.usp.br