Visita domiciliar melhora conhecimento, autocuidado e adesão na insuficiência cardíaca: ensaio clínico randomizado HELEN-I

Cláudia Motta Mussi Karen Ruschel Emiliane Nogueira de Souza Alexandra Nogueira Mello Lopes Melina Maria Trojahn Caroline Camargo Paraboni Eneida Rejane Rabelo Sobre os autores

OBJETIVO: verificar o efeito de uma intervenção educativa de enfermagem combinada, caracterizada por visita domiciliar e contato telefônico, em pacientes com internação recente por insuficiência cardíaca descompensada, no conhecimento da doença, nas habilidades para o autocuidado e na adesão ao tratamento, comparado ao acompanhamento convencional de pacientes no período de seis meses. MÉTODOS: nsaio línico randomizado com pacientes que tiveram internação recente por insuficiência cardíaca descompensada. O grupo-intervenção recebeu quatro visitas domiciliares e quatro contatos telefônicos para reforço das orientações, em seis meses de acompanhamento; o grupo-controle recebeu acompanhamento convencional sem visitas e sem contatos telefônicos. RESULTADOS: duzentos pacientes foram randomizados (101: intervenção e 99: controle). Após seis meses, observou-se melhora significativa no conhecimento e autocuidado para o grupo-intervenção (p=0,001 e p<0,001), respectivamente; a adesão ao tratamento, aferida no final entre os grupos, foi significativamente maior no grupo-intervenção (p<0,001). CONCLUSÃO: a estratégia de visita domiciliar para pacientes que se internaram recentemente por insuficiência cardíaca descompensada foi efetiva na melhora dos desfechos avaliados, e sua implementação merece ser considerada no Brasil, visando-se evitar internações não planejadas. NCT-01213862

Aprendizagem; Cooperação do Paciente; Autocuidado; Enfermagem; Visita Domiciliar


Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Av. Bandeirantes, 3900, 14040-902 Ribeirão Preto SP Brazil, Tel.: +55 (16) 3315-3451 / 3315-4407 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: rlae@eerp.usp.br