Fantasias sobre gravidez e maternidade relatadas por mulheres adultas férteis em hemodiálise, sudeste do Brasil: um estudo clínico-qualitativo

Este artigo discute experiências com hemodiálise em termos dos significados que mulheres trouxeram aos diversos fenômenos associados. A insuficiência renal pode apresentar uma redução progressiva da função dos rins, na qual ambos ficaram afetados e tornaram-se incapazes de remover metabólitos do sangue. A vivência da hemodiálise está associada a importantes mecanismos psicossociais da adaptação. Este trabalho adotou um desenho clínico-qualitativo, realizado em serviços de nefrologia de dois hospitais gerais. O método incluiu amostra proposital de nove mulheres em hemodiálise, aplicando entrevistas semidirigidas de perguntas abertas. Após categorização das falas das entrevistadas, a interpretação utilizou abordagens psicodinâmicas. Concluiu-se que as mulheres observadas vivenciaram graus diferentes de desejos de gravidez e de tornarem-se mãe, agora desafiadas por doença limitante. Considerando o problema da adoção, além de simbolizar ato de generosidade, representaria solução para profunda demanda individual. A própria fantasia de adoção, embora pudesse não se tornar realidade, aumentaria a auto-estima destas mulheres.

falência renal; diálise renal; fantasia; pesquisa em enfermagem; pesquisa qualitativa


Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Av. Bandeirantes, 3900, 14040-902 Ribeirão Preto SP Brazil, Tel.: +55 (16) 3315-3451 / 3315-4407 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: rlae@eerp.usp.br