Avaliação da força muscular respiratória e amplitudes torácicas e abdominais após a RFR em indivíduos obesos

Evaluation of respiratory muscle strength and thoracic and abdominal amplitudes after a functional reeducation of breathing program for obese individuals

Evaluación de la fuerza muscular respiratorio y amplitud toracica y abdominal espués de la RFR en individuos obsesos

Dirceu Costa Luciana Maria Malosá Sampaio Valéria Amorim Pires de Lorenzzo Maurício Jamami Ana Raimunda Damaso Sobre os autores

Este estudo teve como objetivo avaliar os elementos da mecânica respiratória, de indivíduos obesos no que se refere á força muscular respiratória, através das medidas de Pressão Respiratória Máxima (PImáx e PEmáx) e, da mobilidade tóraco abdominal, através da Amplitude Tóraco-Abdominal nos níveis: axilar (AAx), xifoidiano (AXf) e abdominal (AAb). Avaliaram-se 29 indivíduos obesos com média de idade de 43 ± 13 anos, divididos em dois grupos: Grupo Experimental (E) e Grupo Controle (C), através das medidas da PImáx e da PEmáx e Amplitude Tóraco-abdominal. O Grupo E foi submetido a 18 sessões de Reeducação Funcional Respiratória (RFR) que constituiu-se de orientação respiratória, exercícios de coordenação da respiração associados aos movimentos de tronco e membros, alongamento geral da musculatura e relaxamento muscular, 2 vezes por semana, durante 9 semanas. Constatou-se, através do Teste-t de Student (p<0.05), que não ocorreram diferenças significativas nos valores da PEmáx em ambos os grupos estudados mas, a PImax, a AXif e a AAbd aumentaram significativamente no E. Esses resultados permitem concluir que a RFR causou um aumento na força muscular inspiratória e das amplitudes tóraco-abdominais desses indivíduos obesos.

força muscular respiratória; reeducação funcional respiratória


Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Av. Bandeirantes, 3900, 14040-902 Ribeirão Preto SP Brazil, Tel.: +55 (16) 3315-3451 / 3315-4407 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: rlae@eerp.usp.br