O novo coronavírus e o risco para a saúde das crianças

José Manuel da Silva Vilelas Sobre o autor

Desde dezembro de 2019 uma epidemia causada pela síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2) ocorreu inesperadamente em Wuhan, província de Hubei, na China e, rapidamente disseminou-se de Wuhan para outras áreas da China e para outros países. A Organização Mundial da Saúde denominou essa nova doença de coronavírus por COVID-19, resultante da junção das palavras Corona, Vírus e Doença, com indicação do ano de 2019, ano de seu surgimento. A Direção Geral de Saúde de Portugal refere que a transmissão da COVID-19 pode ocorrer por gotículas respiratórias, contacto direto com secreções respiratórias, fezes ou superfícies contaminadas e por via aérea, por meio dos geradores de aerossóis(11 Direção Geral de Saúde (PT). Norma nº 007/2020 de 29 março 2020. Prevenção e Controlo de Infeção por SARS-CoV-2 (COVID-19): Equipamentos de Proteção Individual (EPI). [Internet]. 2020 [Acesso 7 abr 2020]. p. 1-24. Disponível em: https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/normas-e-circulares-normativas/norma-n-0072020-de-29032020-pdf.aspx
https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/no...
).

Existe relativamente poucos casos relatados de infecção causada por COVID-19 em crianças, em comparação com o número total de casos na população em geral. Em fevereiro de 2020, 2,4% dos 75.465 casos (confirmados e suspeitos) na China ocorreram em crianças, tal como na Itália com 1,2%(22 Livingston E, Bucher K. Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) in Italy. JAMA. 2020 March 17. doi:10.1001/jama.2020.4344.
https://doi.org/10.1001/jama.2020.4344...
) e 5% nos Estados Unidos da América(33 Centers for Disease Control and Preverntion (US). Severe outcomes among patients with Coronavirus Disease 2019 (COVID-19). MMWR Morb Mortal Wkly Rep. 2020 March 26; 69(12):343-6. doi.org/10.15585/mmwr.mm6912e2.
https://doi.org/doi.org/10.15585/mmwr.mm...
). Dados da Direção Geral de Saúde Portugal, de 29 março de 2020 demonstram que 1% das crianças menores de 10 anos e 2,3% dos adolescentes de 11 a 19 anos estavam apresentando a COVID-19. Ao momento, não existe casos de óbitos neste grupo etário(11 Direção Geral de Saúde (PT). Norma nº 007/2020 de 29 março 2020. Prevenção e Controlo de Infeção por SARS-CoV-2 (COVID-19): Equipamentos de Proteção Individual (EPI). [Internet]. 2020 [Acesso 7 abr 2020]. p. 1-24. Disponível em: https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/normas-e-circulares-normativas/norma-n-0072020-de-29032020-pdf.aspx
https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/no...
). Uma das explicações dessa doença não ser prevalente nas crianças pode ser porque elas são menos expostas ao vírus e têm menos indicações para a realização do teste para SARS CoV-2 porque, na maioria das vezes, apresentam sintomas leves semelhantes aos de uma gripe comum. A função da imunidade inata à infecção do trato respiratório é maior nas crianças que nos adultos, porque nelas a resposta imune adaptativa é superior e a proteína que se liga à enzima conversora de angiotensina é menos madura nos mais jovens, o que dificulta tal ligação. Assim, a capacidade das crianças desencadearem uma resposta inflamatória aguda à SARS-CoV-2 é fraca, o que também pode contribuir para um melhor resultado. Tais particularidades, no entanto, não eliminam a possibilidade de existirem casos graves e até morte, especialmente em crianças com comorbidades(44 Hon KL, Leung CW, Cheng WT, Chan PK, Chu WC, Kwan YW, et al. Clinical presentations and outcome of severe acute respiratory syndrome in children. Lancet. 2003;361(9370): 1701-3. doi: 10.1016/s0140-6736(03)13364-8.
https://doi.org/10.1016/s0140-6736(03)13...
).

Em relação à transmissão vertical intrauterina mãe-feto ainda não há evidência científica que demonstre a sua existência. O COVID-19, também, não foi detectado no leite materno(55 Wei M, Yuan J, Liu Y, Tao Fu, Xue Yu, Zhi-Jiang Z. Novel Coronavirus infection in hospitalized infants under 1 year of age in China. JAMA. 2020;323(13):1313-4. doi:10.1001/jama.2020.2131
https://doi.org/10.1001/jama.2020.2131...
). No entanto, a principal preocupação é se uma mãe infectada pode transmitir o vírus por meio de gotículas respiratórias. Assim, a amamentação durante a infecção materna por COVID-19 não está contra-indicada pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças e pelo Royal College of Obstetricians and Gynaecologists, mas devem ser tomadas precauções para evitar a disseminação do vírus para o recém nascido, incluindo lavar as mãos antes de tocá-lo e usar máscara facial. No caso de extração do leite materno devem ser observadas, rigorosamente, as recomendações para a limpeza das bombas de extração após cada uso(66 Royal College of Obstetricians and Gynaecologists (UK). Coronavirus (COVID-19) Infection in Pregnancy. Information for healthcare professionals. [Internet]. 2020 [cited 2020 April 7]. p. 1-50. Available from: https://www.rcog.org.uk/globalassets/documents/guidelines/2020-04-03-coronavirus-covid-19-infection-in-pregnancy.pdf
https://www.rcog.org.uk/globalassets/doc...
).

Embora o risco imediato da COVID-19 em crianças seja baixo, é importante acompanhar a situação e a sua evolução. Nesta fase, a preocupação com a COVID-19 pode deixar as crianças e suas famílias ansiosas. Vários países implementaram o confinamento e o distanciamento social, que significa manter uma distância segura (aproximadamente um metro) dos outros e evitar espaços de reunião com mais de cinco pessoas. Em caso de confinamento em casa, os pais costumam ser o melhor e mais próximo recurso para os filhos procurarem ajuda. Jogos e brincadeiras podem ser estratégias de distração e de comunicação com as crianças. A limpeza e a desinfecção dos brinquedos deverão ser realizadas com água e sabão, um desinfetante ou com uma solução de hipoclorito sódio (10 ml/1 litro de água). Este vírus, após cinco minutos, é inativado(77 Cao Q, Chen YC, Chen CL, Chiu CH. SARS-CoV-2 infection in children: Transmission dyna-mics and clinical characteristics. J Formos Med Assoc. 2020;119(3):670-3. doi: doi.org/10.1016/j.jfma.2020.02.009.
https://doi.org/doi.org/10.1016/j.jfma.2...
).

O atual surto de COVID-19 permanece grave em todo o mundo e foi designado como emergência de Saúde Pública e preocupação internacional da Organização Mundial de Saúde. É altamente contagioso e, embora o número de crianças doentes notificadas seja pequeno neste momento elas, também, são vulneráveis à infecção. A importância de aumentar a consciencialização e de reforçar as medidas de controle de infecção nunca é demais ser enfatizada.

Referências bibliográficas

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    22 Abr 2020
  • Data do Fascículo
    2020
Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Av. Bandeirantes, 3900, 14040-902 Ribeirão Preto SP Brazil, Tel.: +55 (16) 3315-3451 / 3315-4407 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: rlae@eerp.usp.br