Tempo de assistência direta e indireta de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva 1 1 Artigo extraído da dissertação de mestrado “Mensuração e análise do tempo de assistência de enfermagem direta e indireta em Unidade de Terapia Intensiva”, apresentada à Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Centro Colaborador da OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, Brasil.

Luciana Emi Kakushi Yolanda Dora Martinez Évora Sobre os autores

OBJETIVO:

identificar o tempo de assistência direta e indireta de enfermagem em uma Unidade de Terapia Intensiva.

MÉTODO:

estudo descritivo/exploratório, desenvolvido em um hospital privado. Utilizou-se o sistema de classificação Nursing Activities Score, para estimar o tempo de assistência direta e o Prontuário Eletrônico do Paciente, para a assistência indireta. Os dados foram coletados no período de março a junho de 2011.

RESULTADOS:

os achados mostraram que o tempo médio de assistência de enfermagem foi de 29,5 horas, sendo 27,4 horas na assistência direta e 2,1 horas na assistência indireta por paciente/dia. O tempo de assistência de enfermagem foi maior nos finais de semana e feriados, com maior predomínio do uso do prontuário eletrônico no período noturno.

CONCLUSÃO:

a identificação do tempo de assistência de enfermagem contribuirá para a avaliação quantitativa dos recursos humanos, auxiliando na determinação da carga de trabalho e no dimensionamento de pessoal.

Estudos de Tempo e Movimento; Cuidados de Enfermagem; Unidades de Terapia Intensiva; Sistemas Computadorizados de Registros Médicos; Carga de Trabalho


Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Av. Bandeirantes, 3900, 14040-902 Ribeirão Preto SP Brazil, Tel.: +55 (16) 3315-3451 / 3315-4407 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: rlae@eerp.usp.br