Corpo e destrutividade: a construção de um limite

A concepção de André Green sobre os estados-limite, circunscrita pelos conceitos de destrutividade, relação de objeto e trabalho do negativo, é o ponto de partida para a investigação dos aspectos clínicos e metapsicológicos que permeiam a condução do caso discutido neste trabalho, cuja especificidade é também contemplada por meio de algumas considerações de Bion sobre a experiência analítica constituída nesses casos.

Destrutividade; narcisismo; estado-limite; afeto; objeto primário


Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental Av. Onze de Junho, 1070, conj. 804, 04041-004 São Paulo, SP - Brasil - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretaria.auppf@gmail.com