Freud e os desdobramentos da questão histérica na história de Christoph Haizmann*1 *1 Esta é uma versão modificada do trabalho originalmente apresentado no VII Congresso Internacional de Psicopatologia Fundamental e XIII Congresso Brasileiro de Psicopatologia Fundamental, ocorrido de 8 a 11 setembro de 2016, em João Pessoa, PB, Brasil.

Freud and the developments of the hysterical issue in Christoph Haizmann’s case

Freud et les développements de la question hystérique dans le cas de Christoph Haizmann

Freud y el desarrollo de la cuestión de la histeria en la historia de Christoph Haizmann

Freud und die Dimensionen der Hysterie im Fall von Christoph Haizmann

Sonia Leite Sobre o autor

O trabalho visa, inicialmente, delinear algumas referências históricas sobre o tema da histeria, especialmente em sua perspectiva demológica e as “teorias” que articulam a ideia do demônio às “doenças da alma”. A seguir resgata-se o artigo freudiano “Uma neurose demoníaca do século XVII”, de 1923, quando Freud, a partir de seu interesse pela feitiçaria, possessões e fenômenos afins, dedica-se ao estudo do caso do pintor Christoph Haizmann que, acossado por convulsões e alucinações assustadoras, faz um pacto com o diabo. No referido trabalho, Freud estabelece as relações entre a figura do demônio e a figura paterna destacando uma questão fundamental para o estudo da histeria que servirá para as posteriores elaborações de Lacan sobre o tema.

Palavras-chave:
Histeria; possessão; função do pai


Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental Av. Onze de Junho, 1070, conj. 804, 04041-004 São Paulo, SP - Brasil, Tel./Fax: (55 11) 3661-6519 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretaria.auppf@gmail.com