Accessibility / Report Error

Insegurança alimentar entre adolescentes brasileiros: um estudo de validação da Escala Curta de Insegurança Alimentar

Household food insecurity in Brazilian adolescents: a validation study

Objetivo

Os objetivos do trabalho foram avaliar a validade interna e a capacidade preditiva da escala de segurança alimentar de seis itens aplicada a adolescentes.

Métodos

Foi um estudo transversal com amostra representativa de adolescentes brasileiros (N=14.690), realizado em escolas públicas e privadas nas 26 capitais de estados brasileiros e no Distrito Federal por meio de questionário online.

Resultados

A maior parte dos respondentes era do sexo feminino (53,2%), com idade média de 14,4 anos, sendo 72,7% de escolas públicas. O comportamento da escala, observado pelo modelo de Rasch, foi melhor sem o item cinco, apresentando valores ótimos de Infit e nível de severidade crescente entre os itens. O alfa de Cronbach foi 0,77, e as análises do funcionamento diferencial dos itens mostraram comportamento dos itens semelhante entre os subgrupos avaliados. A análise fatorial mostrou a unidimensionalidade do instrumento.

Conclusão

Foi proposta a retirada do item cinco e novos pontos de corte para a escala curta de segurança alimentar. A escala curta de segurança alimentar é válida e confiável para mensurar insegurança alimentar domiciliar entre adolescentes brasileiros.

Adolescentes; Modelo de Rasch; Segurança Alimentar


Pontifícia Universidade Católica de Campinas Núcleo de Editoração SBI - Campus II , Av. John Boyd Dunlop, s/n. - Prédio de Odontologia, 13059-900 Campinas - SP Brasil, Tel./Fax: +55 19 3343-6875 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: sbi.submissionrn@puc-campinas.edu.br