Accessibility / Report Error
Revista de Nutrição, Volume: 20, Issue: 1, Published: 2007
  • Overview of actions to control vitamin A deficiency of in Brazil Artigos Originais

    Martins, Maisa Cruz; Oliveira, Yedda Paschoal de; Coitinho, Denise Costa; Santos, Leonor Maria Pacheco

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Este trabalho propõe-se a descrever a trajetória da implantação das ações de controle da deficiência de vitamina A no Brasil. MÉTODOS: Trata-se de estudo baseado em dados secundários, obtidos nos registros, documentos técnicos e relatórios oficiais do Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição, autarquia do Ministério da Saúde extinta em 1997, da Coordenação Geral da Política Nacional de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, e informações obtidas com informantes-chaves, empregando a abordagem multidimensional alicerçada na tríade: estrutura-processo-resultado. RESULTADOS: O Brasil foi pioneiro na iniciativa de introduzir a distribuição de vitamina A nas campanhas nacionais de imunização, estratégia posteriormente preconizada pela Organização Mundial da Saúde e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância. Desde 1983, o Ministério da Saúde utiliza megadoses de vitamina A, como uma das ações para combater a deficiência deste micronutriente. O percentual de cobertura da população alvo (crianças de 6 a 59 meses) tem aumentado, alcançando 72% e 68%, nos anos de 2002 e 2003, respectivamente. Essas coberturas são semelhantes às registradas nos 40 países que adotam esta estratégia. Desde 2001 o programa foi ampliado para beneficiar puérperas, no pós-parto imediato. CONCLUSÃO: Foram modestos os avanços obtidos até o ano de 1992, fato que pode ser explicado pela falta de regularidade na distribuição das cápsulas de vitamina A. A partir de 1994, o programa manteve certa constância, porém persiste a necessidade de promover ações mais consolidadas nos serviços de saúde com maior alcance social, para além da distribuição rotineira dessas cápsulas.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: This manuscript aims to describe the implementation of actions to control vitamin A deficiency in Brazil. METHODS: The study was based on secondary data obtained from official reports and technical documents from the former Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição (inactivated in 1997), from the Coordenação Geral da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, Ministry of Health and information obtained from key informants employing the multidimensional approach based on the triad: structure-process-result. RESULTS: Brazil was pioneer in taking the initiative of linking vitamin A distribution to the National Immunization Days, a strategy that later on was recommended by the World Health Organization and the United Nations Children's Fund. Since 1983, vitamin A megadoses are employed as a strategy to fight this micronutrient deficiency by the Ministério da Saúde. Coverage of the target population (children 6-59 months old) is steadily increasing, reaching 72% and 68% in the years 2002 and 2003 respectively. These coverage rates are similar to those reported in the 40 countries that have also adopted this strategy. Since 2001 the program was extended to lactating women, in the immediate post-partum period. CONCLUSION: The program achievements until 1992 were very modest, fact that could be explained by the irregularity of vitamin A capsule distribution. From 1994 on the distribution was more constant, but the need to promote more integrated actions in the health services, as well as far reaching social actions, beyond the routine distribution of vitamin A capsules, still remains.
  • Risk attitudes in self-service restaurants Artigos Originais

    Zandonadi, Renata Puppin; Botelho, Raquel Braz Assunção; Sávio, Karin Eleonora Oliveira; Akutsu, Rita de Cássia; Araújo, Wilma Maria Coelho

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar as possibilidades de contaminação dos alimentos no balcão de distribuição, causada por usuários de Unidades Produtoras de Refeições. MÉTODOS: A coleta de informações foi realizada em 10 Unidades Produtoras de Refeições do Distrito Federal, via observação direta de 12 atitudes de risco cometidas pelos consumidores (n=3.447), no período de outubro de 2003 a setembro de 2004. O horário selecionado para observação das atitudes foi o de maior movimento de cada unidade; a amostra foi sistematizada a cada 5 consumidores. O instrumento para coletar os dados relacionava as possíveis atitudes de risco de contaminação, no momento em que cada consumidor montava sua refeição. RESULTADOS: Os resultados obtidos demonstram que há probabilidade de contaminação alimentar causada por consumidores dos restaurantes de auto-serviço. Em 96% dos casos observados, os usuários não costumavam higienizar as mãos antes de se servirem. Observou-se também que não houve preocupação com o uso exclusivo de utensílios de servir por parte de 50% desses consumidores, enquanto 56% conversavam ou falavam sobre as preparações. CONCLUSÃO: Conclui-se que é necessário conscientizar os consumidores, principalmente os usuários de auto-serviço, a fim de evitar a contaminação de alimentos e as possíveis ocorrências de toxinfecções alimentares.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The objective of this study is to evaluate the possible forms of food contamination by the costumer during the distribution period. METHODS: Data collection was performed in 10 food service units in Distrito Federal via direct observation of 12 risk attitudes (n=3,447) between October 2003 and September 2004. The risk attitudes were observed during the peak hour of each restaurant; the sample was systematized for each 5 consumers. The data collection instrument related the possible risk attitudes of the consumers while serving themselves. RESULTS: The obtained results demonstrate that there is a probability of contamination of the food by the consumers in restaurants, especially because 96% of the observed individuals did not wash their hands before serving themselves. Furthermore, 50% of the consumers were not concerned with the exclusive use of utensils, while 56% talked about the foods. CONCLUSION: The obtained data show that there is a need to improve the consumer's awareness, especially in self-service restaurants. Food contamination by consumers needs to be prevented in order to avoid food intoxication.
  • Body proportion in anthropometric assessment of post-menarche adolescents Artigos Originais

    Bronhara, Bruna; Vieira, Valéria Cristina Ribeiro

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Verificar o comportamento da proporcionalidade corporal em adolescentes pós-menarca e sua influência na avaliação antropométrica desses indivíduos, com ênfase na relação peso/estatura. MÉTODOS: Avaliaram-se 80 adolescentes de uma escola pública de Alfenas, Minas Gerais, com pelo menos 12 meses pós-menarca. As medidas antropométricas foram realizadas conforme procedimentos padronizados. A proporcionalidade corporal foi avaliada pelo Índice de Cormic. A população foi dividida em grupos de estudo (Índice de Cormic > mediana) e controle (Índice de Cormic < mediana). Os grupos foram comparados em relação às idades cronológica e ginecológica, peso, estatura, estatura tronco-cefálica, comprimento de pernas, índice de massa corporal e indicadores de adiposidade global e localizada. RESULTADOS: Os grupos estudados eram homogêneos em relação ao desenvolvimento físico, visto que as médias das idades cronológica e ginecológica não diferiram estatisticamente. A média e o desvio-padrão do Índice de Cormic corresponderam a 0,52 e 0,013, respectivamente. Os grupos não diferiram em relação à estatura (p=0,23), porém o grupos de estudo apresentou valores de estatura tronco-cefálica significantemente superiores em relação ao grupo controle (p<0,01). Proporção significantemente superior (67,6%) do grupo de estudo apresentou índice de massa corporal > mediana, em comparação ao grupo controle (37,2%). Quanto aos indicadores de adiposidade global ou localizada, não foram observadas diferenças estatísticas entre os grupos. CONCLUSÃO: As diferenças na proporcionalidade corporal não se relacionaram com a estatura. Altos valores de Índice de Cormic parecem estar associados a elevado índice de massa corporal, mas não à composição corporal e à topografia da gordura corporal. Questiona-se, assim, a utilização exclusiva do índice de massa corporal para avaliação antropométrica em serviços de saúde, visto que pode gerar resultados inexatos em populações com comprometimento na proporcionalidade corporal.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To verify body proportion performance in pos-menarche adolescents and its influence in anthropometric assessment, emphasizing weight-height ratio. METHODS: Eighty adolescents from a public school in Alfenas, Minas Gerais, Brazil, were evaluated, with at least 12 months pos-menarche. Anthropometric measurements were obtained according to standardized procedures. Body proportion was assessed by Cormic Index. The population was divided in studied group ( Cormic Index > median ) and control group ( Cormic Index < median ). The chronological and gynecological ages, weight, height, sitting-height, leg length, body mass index and overall and localized body fat indicators were compared between the groups. RESULTS: The means of chronological and gynecological ages did not differ statistically between the groups, showing homogeneity relating to the physical development. The Cormic Index mean and standard deviation corresponded to 0.52 and 0.013, respectively. The groups did not differ in height (p = 0.23), but the studied group showed significantly higher sitting-height values than the control group (p<0.01). A significantly higher proportion (67.6%) of the studied group presented body mass index > median, when compared with the control group (37.2%). The overall and localized body fat indicators were not statistically different between the groups. CONCLUSIONS: The differences in body proportion were not related to height. Higher Cormic Index values seem to be associated with a higher body mass index, but not with body composition and body fat distribution. Therefore, we question the exclusive use of body mass index in anthropometric assessment in health services, considering that it can generate inexact results in a population with compromised body proportion.
  • Effect of beta-carotene supplementation on the blood pressure of rats Artigos Originais

    Oliveira, Giselle Santos de; Figueiredo, Álvaro Souto Padrón de; Santos, Rosane de Souza; Vianna, Lucia Marques

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Investigar se a suplementação com doses suprafisiológicas de beta-caroteno exerce efeito positivo no controle da hipertensão arterial, e detectar possíveis efeitos adversos dessa suplementação. MÉTODOS: Ratos espontaneamente hipertensos (n=12) e normotensos (n=12) com 20 semanas, foram submetidos a um período basal de 10 dias, e subdivididos em 4 grupos de 6 animais, suplementados com beta-caroteno em três diferentes doses: 2,5mg, 3,75mg e 5,0mg por animal, via gavagem orogástrica diária, durante 14 dias para cada dose, intercaladas por um período de wash-out de 7 dias; os grupos controle receberam apenas o veículo (óleo de coco). Foram ainda submetidos à avaliação ectoscópica para possível detecção de efeitos tóxicos ou interação entre nutrientes, e à análise dos parâmetros biológicos; a pressão sistólica foi aferida por pletismografia duas vezes na semana, em dias alternados. Após o período de suplementação os animais foram sacrificados, e tiveram o peso do fígado determinado pelo método de Scherle. RESULTADOS: A administração de beta-caroteno não levou a alterações dos parâmetros biológicos dos animais, assim como não foi detectado efeito tóxico. Quanto à pressão arterial sistólica, as duas linhagens apresentaram redução significante (p<0,05), sendo a maior redução observada durante administração da terceira dose. O peso médio do fígado foi de 7,25 (desvio-padrão 3,2) gramas, e a relação média do peso do órgão/média do peso corpóreo igual a 0,0192 para o grupo dos hipertensos. CONCLUSÃO: A suplementação de beta-caroteno tem efeito positivo tanto no controle quanto na prevenção da hipertensão arterial de ratos. A relação peso do fígado/peso corpóreo apresentou-se dentro dos padrões de normalidade.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To investigate if supplementation with supraphysiological doses of beta-carotene has a positive effect on controlling hypertension and detect possible adverse effects of this supplementation. METHODS: 20-week-old spontaneously hypertensive rats (n=12) and normotensive rats (n=12) were submitted to a basal period of 10 days, then divided into 4 groups of 6 animals and supplemented daily by orogastric gavage with beta-carotene in 3 different doses: 2.5mg, 3.75mg and 5.0mg/animal during 14 days for each dose that was inserted by a seven day wash-out period; control groups received only coconut oil. Animals were submitted to ectoscopic evaluation to detect possible toxic effects or interaction between nutrients and analysis of biological parameters; systolic blood pressure was measured by plethysmography twice a week on alternate days; after the supplementation period, animals were killed and their livers weighed by the Scherle method. RESULTS: Administration of beta-carotene did not alter the animals' biological parameters or cause any toxic effects. Regarding systolic blood pressure, both lineages showed significant results (p<0.05), with the highest dose presenting the best results. The average liver weight was 7.25 (3.2 standard-deviation) grams, and the relationship between the average liver weight and body weight was 0.0192 for the hypertensive group. CONCLUSION: Beta-carotene supplementation was effective in controlling and preventing hypertension in rats. The relationship between liver weight and body weight was normal.
  • Translation, adaptation and internal consistency evaluation of the Eating Behaviours and Body Image Test for female children Artigos Originais

    Galindo, Elizângela Moreira Careta; Carvalho, Ana Maria Pimenta

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho tem por objetivo traduzir, adaptar e validar o Eating Behaviours and Body Image Test, para uso com crianças de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Foram sujeitos do estudo 261 escolares do sexo feminino, na faixa etária de 9 a 12 anos. Por meio da análise fatorial, com rotação varimax avaliou-se a consistência interna do instrumento. Esta análise, realizada com o auxílio do programa Statistical Package for Social Sciences, versão 10.0, revelou dois fatores. Para o instrumento total a consistência interna foi adequada (coeficiente a de Cronbach: 0,89) e para os dois fatores (1 e 2) os valores de a também foram considerados satisfatórios (alfa=0,90 e alfa=0,80, respectivamente), mostrando, assim, que o Eating Behaviours and Body Image Test é útil para uma avaliação precoce, rastreando atitudes indicadoras de possíveis distúrbios no comportamento alimentar. Foram mantidas as características psicométricas do instrumento original.

    Abstract in English:

    This study aimed to translate, adapt and validate the Eating Bahaviours and Body Image Test, to be used with children in a city in upstate São Paulo. Study subjects were 261 female students aging from 9 to 12 years. The internal consistency of the instrument was evaluated by means of factorial analysis with varimax rotation. This analysis was accomplished through Statistical Package for Social Sciences, version 10.0, revealing two factors. The internal consistency was adequate for the total instrument (Cronbach's alpha=0.89) and a values were also considered satisfactory for the two factors (1 and 2) (alpha=0.90 and alpha=0.80, respectively), which demonstrated that the Eating Bahaviours and Body Image Test is useful for an initial evaluation, tracing symptoms that indicate possible eating behavior disorders. The psychometric characteristics of the original instrument were maintained.
  • Cost of feeding in the first year of life Artigos Originais

    Barbosa, Marina Borelli; Palma, Domingos; Bataglin, Thais; Taddei, José Augusto de Aguiar Carrazedo

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Estimar e comparar os custos das diferentes alternativas de alimentação disponíveis para lactentes no primeiro ano de vida, considerando as limitações de cada opção em relação ao oferecimento de uma alimentação adequada ao crescimento e desenvolvimento e ao orçamento da família. MÉTODOS: Foram calculadas quatro alternativas de alimentação no primeiro ano de vida, segundo a recomendação atual da introdução dos novos alimentos. Os custos foram propostos para o consumo mensal de tal alimentação. Os valores obtidos foram determinados pela coleta de preços dos gêneros alimentícios praticados em duas redes de supermercado e um mercado local da zona sul de São Paulo, utilizando os gêneros de menor preço e determinando a média aritmética desses três locais no período de seis meses (janeiro a junho de 2004). RESULTADOS: Observou-se que a partir do cálculo do custo percentual em relação ao aleitamento materno mais alimentação complementar, o uso de fórmula infantil representa custo 3,3 vezes maior, e o uso do leite de vaca 1,7 vezes maior do que o valor do custo do aleitamento materno, demonstrando, assim, que a recomendação de utilização da fórmula infantil não pode ser adotada pela maior parte da população brasileira, devido às suas limitações de renda. CONCLUSÃO: O desenvolvimento de formulado, no molde dos medicamentos genéricos, poderia oferecer opção alimentar com os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento infantil. Este produto, com custo em torno de R$10,00/kg, apresentaria preço menor que a metade dos valores praticados atualmente para os formulados disponíveis no mercado.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To estimate and compare the different alternatives of feeding regimens available for infants in the first year of life, considering the limitations of each option in relation to a feeding regimen adequate for the infant's growth and development and also for the family budget. METHODS: In the first year of life, four alternatives of feeding regimens were calculated, in accordance with the current recommendations for the introduction of new foods for infants. The proposed costs were considered for the monthly consumption of such feeding. The resulting values were determined by the arithmetic mean of the best prices of foods quoted in each of two supermarket chains and a local market of the south zone of São Paulo city during a period of six months (January to June, 2004). RESULTS: From the calculation of the percentage cost in relation to breastfeeding plus supplementary feeding, it was observed that the use of infant formula represents a cost 3.3 times higher, and the use of cow milk 1.7 times higher than the value of breastfeeding, thus showing that the recommendation for the use of infant formula cannot be adopted by the majority of the Brazilian population due to income limitations. CONCLUSION: The development of a formula with the necessary nutrients for the infant's growth and development on the same patterns of generic medicines could be a dietary option. Such a product, costing approximately R$10.00/kg would be twice as cheap as the formulas currently available in the market.
  • Contribution of guaraná powder (Paullinia cupana) as a source of caffeine in the diet Artigos Originais

    Tfouni, Sílvia Amélia Verdiani; Camargo, Mônica Cristiane Rojo; Vitorino, Sílvia Helena Pereira; Menegário, Thaís Feres; Toledo, Maria Cecília de Figueiredo

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo determinar os teores de cafeína em diferentes marcas de guaraná em pó disponíveis comercialmente. MÉTODOS: A metodologia analítica utilizada envolveu as etapas de extração com água, limpeza da amostra com acetato de chumbo e determinação por cromatografia líquida de alta eficiência com detector de arranjo de diodos (200-400nm). Foram analisadas 39 amostras adquiridas nas cidades de Campinas e Ribeirão Preto, SP, entre dezembro de 2003 e janeiro de 2004. RESULTADOS: Os teores de cafeína nas amostras apresentaram grande variabilidade, situando-se na faixa de 9,52 a 36,71mg/g de pó, isso se deve, possivelmente, às diferenças de procedência e processo a que a matéria-prima foi submetida. Comparando-se com o pó de café, fonte tradicional de cafeína na dieta, verifica-se que o teor médio de cafeína encontrado no guaraná em pó, dependendo da marca considerada, pode ser até quatro vezes maior. CONCLUSÃO: Entre os consumidores de guaraná em pó esse produto pode ser considerado uma importante fonte de cafeína na dieta, e sua associação com demais produtos que contêm cafeína sugere que seu consumo deve ser controlado, uma vez que controvérsias persistem quanto à dose segura de ingestão da cafeína.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The present study was conducted in order to determine the caffeine levels in different brands of commercially available guaraná powder. METHODS: The analytical methodology involved extraction with water, clean-up with saturated basic lead acetate solution and determination by high performance liquid chromatography with diode array detector (200-400nm). 39 samples were purchased in the cities of Campinas and Ribeirão Preto, SP, between December 2003 and January 2004 and analyzed. RESULTS: The caffeine levels in the samples varied widely ranging from 9.52 to 36.71mg/g, probably due to differences in the origin of the raw material and to the types of processing that the guaraná seeds are submitted to. In comparison to coffee, traditional source of caffeine in the diet, it is possible to verify that the average caffeine content in guaraná powder is about four times higher than the quantities present in coffee. CONCLUSION: Among guaraná powder consumers, this product may be considered as an important source of caffeine in the diet. The association with other products containing caffeine suggests that the guaraná powder consumption should be controlled as the debate regarding caffeine's safe dose of intake remains.
  • Feeding and nutritional security: the construction of knowledge with emphasis on cultural aspects Ensaio

    Freitas, Maria do Carmo Soares de; Pena, Paulo Gilvane Lopes

    Abstract in Portuguese:

    Este ensaio sobre segurança alimentar e nutricional tem como objetivos enfatizar a importância dos aspectos culturais para avaliar políticas de alimentação e nutrição, e contribuir com o debate nos centros de ensino interessados em pesquisas sobre o tema. A estrutura desse objeto envolve diversas disciplinas, inclusive as que se referem ao direito e à cultura. Fez-se a revisão da bibliografia pertinente para contextualizar a problemática da segurança alimentar e nutricional nas esferas macro e micro social. Também, foram analisados documentos oficiais e realizadas reflexões a partir de estudos antropológicos e exemplos de situações interligadas ao assunto, na expectativa de sedimentar algumas noções conceituais que contemplem aspectos da cultura, para enriquecer a avaliação de políticas sociais sobre segurança alimentar e nutricional. Destacou-se a abordagem antropológica para desvendar os significados da fome crônica, um dos efeitos mais perversos da insegurança alimentar. Concluiu-se que a compreensão dos aspectos culturais cria uma nova perspectiva analítica para estudos da eficácia da segurança alimentar e nutricional, para além do campo explicativo e normativo do modelo biomédico.

    Abstract in English:

    This essay on food safety stresses the importance of cultural aspects in assessing food and nutrition policies. It thus intends to contribute to topic discussions in educational centers interested in research on this issue. Such an objective involves various disciplines, including those concerned with law and culture. A bibliographical review was carried out in order to contextualize food and nutritional safety problems within the macro and micro-social spheres. Anthropological studies, the analysis of official documents and sample situations related to the subject were considered in an attempt to strengthen concepts comprising cultural aspects in order to improve the evaluation of social policies on nutritional and food safety. The anthropological approach is emphasized for an understanding of the diverse meanings of chronic hunger, one of the most perverse effects of food and nutritional insecurity. It was concluded that a better understanding of cultural factors brings forth a new analytical perspective for the study and evaluation of the efficacy of food and nutritional safety, beyond the explanatory and normative scope of the biomedical model.
  • Brazilian food labeling regulations Artigos De Revisão

    Ferreira, Andréa Benedita; Lanfer-Marquez, Ursula Maria

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo deste trabalho é apresentar uma reflexão sobre a evolução histórica da legislação brasileira de alimentos sob o aspecto da rotulagem nutricional, contextualizando as principais leis das últimas quatro décadas, destacando os avanços e identificando os pontos críticos que ainda necessitam de aprimoramento. De uma forma geral pode-se afirmar que, ao longo dos últimos 40 anos, o Brasil aperfeiçoou a sua legislação, incorporando evidências científicas nos regulamentos buscando melhorar a qualidade dos alimentos e promover a Saúde Pública, levando em consideração a realidade brasileira. Contudo, com a publicação da Resolução nº 360 da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária em 2003, que retira a obrigatoriedade da declaração dos conteúdos de ferro, cálcio e colesterol dos rótulos, pode-se afirmar que ocorreu uma involução em relação à saúde pública, embora a Resolução tenha mérito em relação à harmonização da legislação com os países membros do Mercosul, permitindo o livre comércio entre estes. Esforços devem ser envidados para que as empresas mantenham a declaração dos nutrientes que deixaram de ser obrigatórios. Ademais, é importante atualizar regulamentos já ultrapassados, incorporar conhecimento novo, preencher lacunas e recomendar ações integradas e contínuas de educação alimentar subsidiadas por pesquisas científicas. A rotulagem nutricional de alimentos é um apoio valioso para os consumidores, dando-lhes a oportunidade de conhecer a composição do alimento, a segurança quanto à ingestão de nutrientes e energia, bem como informações importantes para a manutenção de sua saúde. A legislação na área de alimentos deve ser vista como estratégia para auxiliar na redução dos índices de obesidade, das deficiências nutricionais e das doenças crônicas não-transmissíveis associadas ao padrão de consumo.

    Abstract in English:

    The objective of this work is to present a reflection on the historical evolution of the Brazilian food legislation and to emphasize nutritional labeling. The main regulations which have been under way for the four past decades were highlighted as well as some topics in the regulations which should be improved. From a general point of view, during this period, advances in the legislation have been observed, considering that scientific reports were incorporated in the regulations intending to improve food quality and to promote public health on account of the specific demands of the Brazilian reality. Nevertheless, according to the Regulation nr.360 of the Collegiate Directorate of the Agência Nacional de Vigilância Sanitária in 2003, which states that the declaration of iron, calcium and cholesterol contents is not obligatory anymore, an involution could be assumed regarding public health. Yet, the regulation has its merit by uniformizing the legislation of the countries which compose the Mercosul, providing free trading. Efforts should be made in order to maintain on food labels the nutrients whose declaration is not obligatory anymore. Moreover, it seems to be important to update the regulations, to fill in gaps and to recommend integrated actions of education in food, based on scientific evidences. Food labels have been an useful tool to consumers by giving them the opportunity to know about the composition, nutrient and energy contents as well as informations regarding health maintenance. Food legislation should be considered a strategy to help reduce obesity, nutritional deficiencies and even to prevent the most common chronic noncommunicable diseases associated with intake patterns.
  • The investigation of night blindness in the mother-child group: a historical review Artigos De Revisão

    Saunders, Cláudia; Ramalho, Andréa; Padilha, Patricia de Carvalho; Barbosa, Cristiane Chagas; Leal, Maria do Carmo

    Abstract in Portuguese:

    Objetivou-se neste estudo apresentar uma revisão histórica sobre a cegueira noturna, um indicador funcional da deficiência de vitamina A. Realizou-se uma revisão da literatura científica publicada no período de 1929 a 2005, nas bases de dados Medline, Lilacs, SciELO e dos comitês nacionais e internacionais de saúde e de micronutrientes, utilizando-se os termos night blindness, xerophthalmia, pregnancy, post partum women, newborn, children, vitamin A deficiency, micronutrient, deficiência de vitamina A, micronutriente, cegueira noturna, gestação, xeroftalmia. O reconhecimento da importância do indicador funcional da deficiência de vitamina A foi consagrado em 1996 pela Organização Mundial de Saúde, a partir da recomendação de uma entrevista padronizada para investigação da cegueira noturna. O método se caracteriza por apresentar facilidades operacionais, ser de baixo custo, além de permitir a sua aplicação tanto para o monitoramento do estado nutricional de pessoas e comunidades, quanto para a avaliação da eficácia de programas de intervenção. Entre gestantes e nutrizes, estudos recentes sugerem a utilidade deste indicador no diagnóstico dos casos de deficiência de vitamina A ainda no estágio subclínico da deficiência, sendo grande a sua concordância com indicadores bioquímicos. Ao longo dos anos, verifica-se também o reconhecimento deste indicador como um instrumento importante para a predição do risco de morbimortalidade no grupo materno-infantil.

    Abstract in English:

    The aim of this study was to provide a historical review of night blindness, a functional indicator of vitamin A deficiency. The scientific literature published in the period from 1929 to 2005 was reviewed, using Medline, Lilacs, SciELO, National and International Health and Micronutrients Comities databases. The key words used were: night blindness, xerophthalmia, pregnancy, postpartum women, newborn, children, vitamin A deficiency, micronutrient. The importance of the functional indicator of vitamin A deficiency has been consecrated in 1996 by the World Health Organization through the recommendation of a standardized interview to investigate cases of night blindness. The method is characterized by methodological easiness, low cost and it allows the monitoring of the nutritional status of people and communities, and evaluation of the efficacy of interventions. Recent studies suggest that this indicator is also useful for diagnosing subclinical vitamin A deficiency among pregnant women and postpartum women, since the agreement with biochemical indicators is expressive. Along the years, this indicator has also been recognized as an important instrument to predict the risk of morbidity and mortality in the mother-child dyad.
Pontifícia Universidade Católica de Campinas Núcleo de Editoração SBI - Campus II , Av. John Boyd Dunlop, s/n. - Prédio de Odontologia, 13059-900 Campinas - SP Brasil, Tel./Fax: +55 19 3343-6875 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: sbi.submissionrn@puc-campinas.edu.br